Sumário

Entre em contato com um especialista

    Recuperacao de credito saiba criar politicas e regras eficientes

    recuperacao de credito saiba criar politicas e regras eficientes

    Como montar uma boa política de crédito?

    Se você não tem uma Conta Sebrae, crie a sua! É rapidinho, gratuito e garante acesso a conteúdos e serviços exclusivos!

    Finanças | CONTROLE FINANCEIRO

    Estabeleça uma política de crédito em sua empresa

    Entenda como a política de crédito pode reduzir os riscos de inadimplência, aumentar as vendas e atrair maior número de clientes ao seu negócio.

    07/12/2022 · Atualizado em 02/03/2023

    Aumentar as vendas e o número de clientes para a sua empresa é um dos objetivos em comum de todos os empreendedores de sucesso. E você sabia que uma política de crédito, baseada no estudo aplicado da sua empresa e do perfil dos seus clientes, pode ser uma solução para isso?

    Quando você cria uma política de crédito em sua empresa, você permite ao cliente que ele tenha a oportunidade de antecipar o consumo. A estratégia também facilita que ele compre ou consuma ainda mais os seus produtos e serviços.

    Mas antes de entrar neste tema, vamos entender o que é uma política de crédito?

    De acordo com o conceito do Serasa, a política de crédito é um conjunto de normas e critérios determinados pela empresa para aprovar ou negar a concessão do crédito a seus clientes. Essas normas, por sua vez, devem estar alinhadas com a realidade e os objetivos do seu empreendimento.

    A política de crédito possibilita as compras no crediário, ou seja, compras a prazo. Para criar uma boa política para a sua empresa, tenha como base:

    • Se a sua empresa está no começo ou até mesmo em uma fase de expansão no mercado, a concessão de crédito pode ser muito bem-vinda para te ajudar nesse processo de crescimento.
    • Se a sua empresa já é consolidada, mas você possui número de clientes devedores, estabelecer regras para as compras também será muito eficaz.

    As principais vantagens de estabelecer uma política de crédito são:

    Vamos a um exemplo prático? Suponha que você seja dono de uma cafeteria, que oferece variados tipos de café e lanches para os seus clientes. Com o sucesso do seu negócio, você decide expandir o espaço físico da empresa e implementar no cardápio novos pratos para acoplar à cafeteria um bistrô.

    Não seria interessante atrair os seus clientes e novos clientes para explorar as novidades do seu empreendimento? Pois bem! A política de crédito deve ser o caminho para isso. Agora se o problema for a inadimplência dos seus clientes, regras e normas para o pagamento de atrasados e compras futuras serão um recurso!

    Para vender mais, é preciso também ser mais flexível nas vendas. Proporcionar opções de pagamento que não são imediatas. Essa flexibilidade não significa que o empreendedor não vai correr riscos, por isso, nós do Sebrae fazemos questão de te explicar quais são os principais tipos de política de crédito:

    1. Crédito flexível – Embora essa política aumente o número de vendas consideravelmente, ela apresenta o maior risco de inadimplência. Quanto maior as facilidades para as vendas a prazo, maior os riscos da sua aplicação.

    Quais são os procedimentos utilizados para a recuperação de créditos?

    A relação dos brasileiros com o dinheiro não vai nada bem: no país, quatro em cada dez consumidores têm contas em atraso. A má notícia é que, nos próximos meses, controlar as finanças deve ficar ainda mais difícil, já que o avanço do novo coronavírus tem impactado negativamente a economia.

    As medidas de isolamento social, necessárias para conter o avanço da doença e evitar um colapso no sistema de saúde, mudam os hábitos de consumo e têm forte influência no desempenho do comércio. Com mais pessoas em casa, seguindo recomendações das autoridades, o varejo é um dos setores que mais sofre com a falta de clientes. O desemprego, que vinha caindo lentamente, deve voltar a crescer e, por consequência, encurtar a renda das famílias.

    Neste cenário, o empreendedor precisa reforçar medidas para evitar uma perda ainda maior de capital de giro por conta da inadimplência; e um dos caminhos é investir em ações para recuperar crédito dos consumidores que não estão com o pagamento em dia.

    Tratar essa questão nem sempre é tarefa fácil, afinal, não basta fazer a cobrança: neste processo, o empreendedor ainda precisa tomar cuidado com a maneira como conduzirá as ações para que o seu relacionamento com o cliente não seja prejudicado. Isso porque, depois de um momento de dificuldade financeira, o consumidor pode se recuperar e voltar a precisar dos produtos e serviços que a sua empresa oferece.

    Por se tratar de um assunto delicado, a recuperação de crédito exige medidas cautelosas. Antes de apresentá-las, vamos entender um pouco mais sobre esse processo.

    Como funciona a recuperação de crédito? A operação de recuperação de crédito, como o próprio nome sugere, tem por objetivo reaver um valor devido. Este processo visa ajudar o inadimplente a quitar suas dívidas e regularizar a situação para poder fazer novas compras. Para as empresas, isso significa receber um montante não pago, evitar prejuízos e, por meio de uma ação bem-sucedida, conquistar novas vendas.

    Vale lembrar que quando um cliente tem dívidas em atraso e entra em contato com a empresa para apresentar o problema é importante que ela esteja disposta a propor novas condições de pagamento para facilitar a quitação da dívida. Assim, todos saem ganhando: o empreendedor recebe o seu dinheiro e garante a satisfação do consumidor em um período difícil da vida dele. Esta é, inclusive, uma oportunidade de aprimorar o relacionamento com o cliente e se posicionar como uma empresa que valoriza o seu público.

    3 dicas para recuperar crédito e fugir da inadimplência

    1. Identifique e entre em contato com os clientes inadimplentes
    2. Antes de negativar um consumidor, é importante identificá-lo no seu sistema e entrar em contato para entender o que aconteceu e resolver a sua situação. Lembre-se de que

    Quais são as políticas de crédito?

    A política de crédito é um conjunto de diretrizes que contém normas e critérios que as empresas adotam para tomar a decisão de aprovar ou negar a concessão de crédito a um cliente. Esta ferramenta é importante para a organização, uma vez que pode minimizar os riscos de inadimplência com clientes que são maus pagadores.

    As políticas de crédito mudam de organização para organização. Essas diretrizes para concessão de crédito ao cliente devem se basear no tamanho do negócio e em outros fatores. A seguir, saiba quais os tipos, as fases e a importância da política de crédito para o seu negócio.

    Você verá nesta matéria:

    A política de crédito pode ser um diferencial competitivo de uma organização. Isso desde que as diretrizes sejam elaboradas estrategicamente, levando em conta o momento atual do negócio e o objetivo da empresa.

    Assim, a política de crédito é dividida em cinco categorias. Conheça cada uma delas a seguir.

    1. Política de Crédito Liberal É aplicada por empresas que costumam facilitar o acesso ao crédito para o cliente. Assim, o número de contemplados é maior. Contudo, as cobranças por não pagamento são duras, uma vez que a liberação do crédito acontece sem muita restrição.
    2. Política de Crédito Moderada Nesta política, o crédito só é liberado após uma análise minuciosa do cliente, assegurando que ele tem grandes chances de fazer o pagamento em dia. Assim, as cobranças serão facilitadas, já que o cliente tem histórico de bom pagador.
    3. Política de Crédito Conservadora Esta política é aplicada por empresas que apresentam muitas vantagens competitivas, que precisam selecionar seus clientes, uma vez que recebem muitas solicitações de concessão de crédito. Desta forma, a liberação do crédito e a cobrança pelo pagamento são feitas com ações rígidas.
    4. Política de Crédito Flexível Essa é uma prática adotada pelas empresas que querem aumentar sua base de clientes e que têm resguardo para arcar com possíveis inadimplências. Assim, o crédito é liberado facilmente e a cobrança é feita de forma menos rigorosa.
    5. Política de Crédito Restritiva Esta é uma prática comum em empresas que não têm muitas solicitações de concessão de crédito para que elas possam ter o risco de inadimplência reduzido. Com isso, a liberação do crédito acontece depois de um processo moderado de avaliação do cliente e a cobrança também leva em conta ações moderadas.

    Independente do modelo de política de crédito escolhido, todas usam critérios para estabelecer as diretrizes para concessão e cobrança do cliente. A maioria das empresas considera os cinco C’s de crédito, que são:

    • Capacidade
    • Caráter
    • Capital
    • Colateral
    • Condições

    Criar uma política de crédito não será capaz de reduzir a zero os clientes inadimplentes do seu negócio. O risco com inadimplência sempre vai haver, mas estruturar uma ferramenta capaz de auxiliar na tomada de decisão sobre concessão de crédito pode garantir segurança financeira ao seu negócio.

    A Boa Vista também oferece serviços que podem auxiliar na tomada de decisão sobre concessão de crédito da sua empresa, como a consulta ao CPF e ao CNPJ de clientes. As soluções da BV, Acerta Positivo e Define Positivo, utilizam inteligência analítica na interpretação do ba.

    Qual é a importância de estabelecer políticas claras de crédito como elas podem ajudar a reduzir a inadimplência?

    A política de crédito é um documento com uma série de critérios e condições definidas pela empresa para aprovar ou negar a concessão de crédito. As informações da política de crédito, juntamente com os dados financeiros e histórico dos clientes, são utilizadas para identificar qual é o perfil mais apropriado para formar a carteira da empresa.

    A venda a prazo é uma modalidade comum no mercado. Portanto, para que seja realizada com segurança, é necessário eliminar os riscos que um cliente pode oferecer para o negócio. A política de crédito foi criada com o objetivo de aumentar a confiabilidade nessas operações.

    Esse recurso pode aumentar as vendas, garantir fluxo de caixa para o futuro e auxiliar na elaboração de um planejamento financeiro eficiente. Neste artigo, explicaremos a importância de ter uma boa política de crédito na empresa e como ela pode impulsionar o fluxo de negócios no mercado. Confira!

    Política de crédito é um conjunto de normas e critérios utilizados pelas empresas para tornar viável o financiamento ou o empréstimo para seus clientes. Tratam-se de fatores que ficam a critério de cada companhia estabelecer para si.

    A criação de uma política de crédito deve considerar a realidade e o momento do negócio. Isso quer dizer que o documento não é fixo ou imutável. Alterações pertinentes e relevantes para a avaliação de crédito podem ser feitas sempre que forem necessárias.

    Empresas que já tiveram políticas mais flexíveis, mas que passam por momentos de crise, por exemplo, podem alterar os critérios para a concessão de crédito. Tornar o processo mais rigoroso até acertar as contas vai ajudar a reduzir os casos de inadimplência e evitar que a situação financeira tome proporções mais críticas.

    A política de crédito pode ser útil para diversas finalidades, como minimizar os riscos de inadimplência ou aumentar o número de clientes, dependendo das necessidades da companhia. Tudo varia conforme a definição dos objetivos da organização.

    No caso de uma empresa em expansão no mercado, que objetiva potencializar as suas vendas, é possível optar por uma política de crédito mais branda, que facilite ao cliente o acesso a essa modalidade de compra.

    Já no caso de uma empresa que tem lugar estabelecido no mercado e um número alto de clientes inadimplentes, é preciso tornar a política de crédito mais criteriosa, dando acesso somente a clientes que apresentem garantias de cumprimento com a sua dívida. O desafio é reduzir o ciclo de vendas sem perder a qualidade na análise de crédito.

    Para minimizar os impactos e evitar calotes, os grandes bancos brasileiros estão mais criteriosos com a concessão de crédito e restringem cada vez mais os requisitos solicitados, para que a inadimplência não comprometa a sua lucratividade. Contudo, é preciso ter cuidado com reformulações que permitem aprovar solicitações de crédito com mais segurança, pois isso pode reduzir drasticamente o índice de liberação de financiamentos.

    Todas as empresas devem fazer ajustes em suas políticas de.

    Veja mais
    Aposentadoria especial 2019

    Como fica aposentadoria especial após reforma 2019? O Senado aprovou nesta quarta-feira (10) um projeto de lei complementar que regulamenta a aposentadoria especial por periculosidade.

    Leia mais >
    Abrir bate-papo
    Fale com um especialista!
    Olá 👋 , tudo bem ?
    Parece que você está precisando de ajuda! Estamos aqui para ajudá-lo a resolver qualquer dúvida ou problema que esteja enfrentando. Clique aqui para falar com um dos nossos especialistas e encontrar a solução que você precisa. Não hesite, estamos prontos para ajudar!