Sumário

Entre em contato com um especialista

    Autorização na justiça para cão viajar na cabine de avião com tutora

    autorização na Justiça para cão viajar na cabine de avião com tutora

    Como levar cachorro de apoio emocional no avião?

    Se for transportado apenas em uma caixa de transporte flexível, desde que possa ser posicionada (com o animal dentro) embaixo do assento à sua frente no avião. Dimensões da caixa: 55 x 35 x 25 cm (comprimento, largura e altura), e o animal deverá ficar sempre dentro da caixa durante o voo.

    Como conseguir autorização para cachorro viajar de avião?

    COMO SOLICITAR O SERVIÇO PARA VIAJAR COM O CACHORRO?
    1
    Certificado Zoossanitário Internacional;
    2
    Passaporte do cachorro;
    3
    Laudo de sorologia;
    4
    Apresentar um comprovante da implantação do microchip no cachorro, ou mostrar a tatuagem de identificação.

    Quais seriam as documentações necessárias para que um tutor possa transportar seu pet não convencional entre diferentes Estados no Brasil?

    Vai viajar e pretende levar o seu pet? Fique de olho nos seus direitos e nos cuidados imprescindíveis para a viagem com animais de estimação. É importante ter alguns documentos comprobatórios em mãos, além de seguir as orientações de transporte em caixas especiais que garantem a segurança do bichinho e dos demais passageiros.

    O primeiro passo para a viagem é providenciar o comprovante de vacinação e um atestado de saúde do animal, emitido por um veterinário. Outra opção é utilizar o Passaporte para Trânsito de Cães e Gatos, emitido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O passaporte um documento oficial que pode ser utilizado tanto para o transporte nacional quanto internacional dos bichinhos, desde que o país de destino esteja entre os que aceitam este documento. O prazo para a emissão do documento é de 30 dias úteis.

    O passaporte não é obrigatório, mas ajuda a agilizar os processos, já que possui validade durante toda a vida do animal. Ele pode também substituir o atestado de saúde, que é solicitado em viagens nacionais de ônibus e de avião. O documento pode ser emitido em uma das unidades do Sistema de Vigilância Agropecuária Internacional (Vigiagro), nas Secretarias de Defesa Agropecuária (SDA) ou ainda nas Superintendências Federais de Agricultura nos Estados.

    Em caso de viagem de ônibus, é importante que você entre em contato com a empresa para ver se há vaga para o seu pet no ônibus. Isso porque cada veículo pode transportar dois animais de até 10 quilos, devidamente acomodados nas caixas de transporte. Também é possível que a empresa solicite a compra de uma passagem ou o pagamento de uma taxa para a acomodação do animal.

    Voos nacionais e internacionais

    Em viagens nacionais de avião, os mesmos documentos devem ser apresentados. O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) orienta que o dono do animal entre em contato com a empresa responsável pelo voo para evitar imprevistos e cumprir possíveis exigências específicas.

    O Idec também orienta que você acostume o pet a permanecer na caixa de transporte, para evitar estresse e ansiedade do bichinho. Antes do embarque, confirme também se as grades estão bem fechadas para evitar fugas.

    Caso o seu voo seja internacional para países que não aceitam o Passaporte, é necessária a emissão do Certificado Veterinário Internacional (CVI), um documento que comprova a boa condição sanitária do animal para ingressar em outro país. Organize os documentos necessários com antecedência. A emissão do documento leva até 48 horas, desde que todos os requisitos burocráticos estejam cumpridos.

    Segundo normas da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o transporte de animais é cobrado à parte e o dono precisa reservar a passagem de seu bichinho com antecedência, pois muitos voos limitam o número de animais.

    Portanto, antes da viagem é recomendável que o dono entre em contato com a empresa aérea para verificar também se existem outras obrigações a serem cumpridas, sobretudo tendo em.

    Tem como mandar cachorro sozinho no avião?

    Quer você viaje a trabalho ou lazer, toda viagem exige uma boa dose de planejamento. Mas as mães e pais de pet têm trabalho dobrado para incluir esse membro da família na viagem, e isso já começa na hora das reservas. Como viajar com cachorro de avião? E para os outros animais de estimação, como regras são iguais? Como escolher um hotel adequado?

    Na rede Accor,a hospedagem do seu animal de estimação é uma preocupação a menos. Em praticamente todos os hotéis da rede, que incluem as marcas ibis, Pullman, Novotel, Mercure, Grand Mercure e muitos outros, seu animal de estimação de até 15kg é bem-vindo mediante o pagamento de uma pequena taxa.

    Uma vez que você já sabe que seu animal de estimação tem vaga garantida onde quer que você vá, sobra tempo para pesquisar as regras e medidas que as companhias aéreas determinam para as pais e mães de estimação.

    Como viajar com cachorro de avião? E com gato?

    Quem já viajou com pet sabe: as companhias aéreas exigem uma série de protocolos e documentos que visam garantir a máxima segurança de seu amiguinho de quatro patas durante o voo. Mas se você planeja viajar e não deixar sua fiel escudeiro para trás, não entre em pânico. Nesse post, preparamos uma guia completa de como tornar esse planejamento mais fácil.

    Cada companhia aérea tem o seu procedimento a respeito de como viajar com cachorro de avião e também outros animais de estimação. Só algumas permitem a viagem de animais de pequeno porte na cabine junto de seus donos, enquanto outros cães maiores permitem na área chamada das aeronaves.

    A dica principal para não ter nenhum contratempo na hora do embarque é verificar todas as normas da empresa a respeito do transporte de animais, como idade mínima para viajar, documentos, vacinas, vacinas, tamanho da caixa de transporte e do bichinho, limite de animais de estimação por voo e possíveis taxas adicionais. Tudo isso varia de uma empresa para outra, então sempre busque essas informações antes da reserva.

    É muita coisa, certo? Mas também é importante lembrar que existem opções de transporte para todos os tipos e portes de animais. Caso você decida ir mais longe em sua pesquisa, existe até empresas que realizam consultorias e preparação de animais para esse tipo de viagem, como é o caso da FlyPet. Da mesma forma que ocorre nas viagens domésticas, os voos internacionais também têm os seus protocolos para o transporte de animais de acordo com a companhia aérea.

    Como os trechos normalmente são mais longos, é comum que haja um rigor maior nas normas implementadas e um custo mais elevado para o transporte do animal de estimação. Ainda assim, existem alternativas para que o seu animal de estimação possa viajar na segurança na mesma aeronave que você.

    Antes de descobrir o valor da passagem, é bom ter em mente que as companhias aéreas podem ter uma limite de animais por voo. Então, na hora da reserva, certifique-se de que esse limite ainda não foi atingido.

    Assim como qualquer taxa, o valor do transporte de animais varia de empre.

    Veja mais
    Abrir conversa
    Fale com um especialista!
    Olá 👋, precisa de ajuda com Autorização na justiça para cão viajar na cabine de avião com tutora? Fale agora com um especialista pelo WhatsApp! Estamos prontos para ajudar.