Sumário

Entre em contato com um especialista

    Planejamento previdenciário inss

    planejamento previdenciário inss

    Qual o preço de um planejamento previdenciário?

    Estudo elaborado do histórico de contribuições previdenciárias do cliente segurado da Previdência Social. O intuito é analisar as informações maneira estratégica com o objetivo de determinar o melhor momento para a aposentadoria através das diversas regras disponíveis. Organizamos e preparamos a pré-aposentadoria para alcançar o melhor benefício possível e no tempo adequado. Esse estudo detalhado auxilia o segurado a se organizar, se preparar para a aposentadoria de acordo com os seus desejos. O objetivo é descobrir o melhor plano de aposentadoria que o, a fim de encontrar possibilidades de redução no tempo de contribuição, aumento ou diminuição do valor da contribuição, data ideal para protocolo do pedido de aposentadoria, e alcançar o melhor valor a ser recebido. Essas vantagens podem ser identificadas porque o planejamento leva em conta muitos aspectos dos quais, geralmente, os segurados não estão cientes.

    Quem deve fazer um planejamento previdenciário?

    Todo e qualquer segurado da Previdência Social pode fazer um planejamento previdenciário, se desejar ter a melhor aposentadoria no futuro e estar protegido no caso de possíveis infortúnios da vida. É gigantesco o número de pessoas que contribuem de maneira errada, sem o melhor aproveitamento de suas condições específicas, e que acabam se decepcionando quando recebem o benefício. Portanto, é um serviço altamente recomendável. São exemplos de segurados para os quais se recomenda o planejamento, os empresários, servidores públicos, professores, médicos, pessoas com deficiência ou diagnóstico de doença grave, brasileiros que residem no exterior, trabalhadores que estão expostos à ambientes de trabalho nocivos com prejuízos à saúde ou integridade física, etc. Também é possível fazer o planejamento de quem deseja começar a contribuir.

    Como funciona o planejamento previdenciário?

    Entrar em contato conosco para agendar um horário de atendimento. Nosso escritório realiza atendimentos em todo Brasil e exterior, de modo presencial ou online. Será agendado um ou mais atendimentos, para que o advogado responsável possa entrevistar o segurado e compreender cada detalhe de sua vida contributiva, assim como suas expectativas de benefício. Dentro de um determinado prazo, serão analisados os documentos como carteiras de trabalho, carnês, CNIS do segurado e o histórico de contribuições. Serão identificadas pendências de cadastro, de recolhimentos, possibilidade de ajustes ou complementação de contribuições, PPP, etc. Em seguida serão realizados cálculos de tempo de contribuição com avaliações e projeções, de acordo com as regras de aposentadoria vigentes. Após fazer um estudo apurado sobre a situação do con.

    Quais documentos para fazer planejamento previdenciário?

    Eles incluem a identidade, CPF, certidão de nascimento ou casamento, carteira de trabalho e comprovante de residência. Esses documentos são necessários para a abertura de contas em bancos, corretoras de investimentos e para a contratação de serviços de previdência privada.

    Como funciona o processo de planejamento de aposentadoria?

    Todo ano o INSS divulga um balanço sobre os pedidos de aposentadoria e o resultado é sempre o mesmo: mais da metade dos benefícios são negados. Soma-se a isso a enorme fila de pessoas aguardando o resultado do pedido e também a confusão de regras de aposentadoria e cálculos trazidos pela Reforma da Previdência. Não é à toa que uma das perguntas que mais recebemos é “como planejar minha aposentadoria?”. O cenário, que parece desanimador, tem um remédio: o Planejamento de Aposentadoria.

    Por isso, nesse post vamos dar dicas de aposentadoria e o passo a passo de como se preparar para dar entrada no pedido, escolher o melhor benefício e aumentar as chances de ter o processo analisado com rapidez.

    Resumo em tópicos

    • O foco inicial do planejamento previdenciário é o passado, então o primeiro passo é separar a documentação de toda a sua vida de trabalho.
    • Os principais documentos que podem ajudar na análise são os seguintes:
    Número do CPF Carteira de Trabalho
    Extrato do INSS Comprovantes de Contribuição

    Não dá para definir quando, quanto e qual benefício é mais vantajoso sem a investigação do tempo de serviço, condições de trabalho e contribuições do passado. É nesse momento que são descobertos os erros que devem ser corrigidos antes de dar entrada no pedido de aposentadoria. Os mais comuns são:

    Tempo de contribuição faltante

    Contribuições não computadas

    Informações incorretas no CNIS

    O próximo passo é definir, nesta ordem, quando vai se aposentar, quanto vai receber e qual aposentadoria é a mais vantajosa.

    Essas providências vão permitir definir como contribuir até chegar a hora da melhor aposentadoria. Assim, é possível definir a necessidade de uma previdência privada ou investir no Tesouro RendA+ para complementar sua renda.

    Por último, mas não menos importante, atualize seu planejamento todos os anos.

    O planejamento de aposentadoria é um estudo exclusivo sobre todo o histórico previdenciário e de trabalho do segurado, que envolve análise técnica sobre diversos aspectos:

    • Análise do CNIS
    • Avaliação do Tempo de Contribuição
    • Revisão de Contribuições

    É através desse estudo e cuidado individualizado que procuramos garantir uma aposentadoria confortável para os trabalhadores.

    O investimento depende do modelo de planejamento previdenciário e varia de acordo com suas necessidades específicas.

    A consultoria para quem quer dar entrada na aposentadoria funciona ajudando o trabalhador a avaliar sua situação previdenciária, planejar o pedido de aposentadoria e o acompanhamento do processo até o fim.

    Um advogado especialista em previdência ajuda a entender todas as regras de aposentadoria e escolher a melhor opção para suas necessidades específicas.

    Além disso, acompanha desde o planejamento, organização da documentação, protocolo e acompanhamento do pedido – inclusive na Justiça, se for necessário.

    Nós podemos te ajudar com todos esses passos e, inclusive, ao final, fazemos a conferência minuciosa do benefício para ter a certeza de que.

    Como fazer planejamento previdenciário?

    A Análise e o Planejamento Previdenciário são dois pilares no campo de atuação do profissional previdenciarista. E entender a diferença e peculiaridades entre esses institutos é fundamental para o pleno exercício da atividade.

    A Análise Previdenciária é o ponto de partida do profissional. É um olhar para o passado contributivo do segurado. Já o Planejamento precisa da Análise Previdenciária para existir, pois não há como planejar o futuro contributivo sem conhecer o patrimônio previdenciário já constituído.

    Percebe como são instrumentos totalmente diferentes?! Então vamos aprofundar um pouco mais!

    Preliminarmente, precisamos tecer algumas palavras a respeito do CNIS – Cadastro Nacional de Informações Sociais – que é o principal instrumento de trabalho do profissional que atua no direito previdenciário. Nele encontramos, praticamente, todas as informações necessárias para a Análise Previdenciária, como os dados cadastrais do segurado, a relação de suas atividades laborativas, as remunerações e as contribuições.

    Como todo o sistema conectado com a internet é interligado, o CNIS é constantemente alimentado e atualizado por diversas bases de dados de órgãos e entidades da Administração Pública Federal. Quando o sistema cruza os dados e verifica a possível necessidade de procedimento a ser adotado pelo segurado, são gerados indicadores que sinalizam quando comprovar ou validar determinada informação. E, nessas situações, a expertise do profissional faz toda a diferença na Análise Previdenciária. Como dito, pela Análise Previdenciária se conhece o passado contributivo do segurado e um dos objetivos é identificar possíveis incoerências que podem prejudicar o que já foi conquistado, pois o que não é comprovado, não é considerado.

    Nesse sentido, é possível encontrar situações passíveis de regularização e elas são identificadas através dos indicadores, como o caso de:

    • Pendência suscetível de atualização de informação;
    • Necessidade de comprovação de algum dado;
    • Informações que apresentem erros ou estejam incompletas.

    E tudo isso é importante porque o INSS apenas considerará a informação inconsistente que foi devidamente tratada pelo segurado. Isso mesmo! Seu cliente poderá perder todo o período que houver algum tipo de inconsistência suscetível de regularização!

    Para fazer a análise previdenciária, o profissional precisa ser detalhista, olhar toda e qualquer informação contida no CNIS. E para que essa análise tenha qualidade, é fundamental conhecer todas as categorias de segurado e a forma de contribuição de cada uma.

    Conhecer as peculiaridades das atividades específicas, os períodos que o INSS considera como tempo de contribuição e os que não considera. Entender como funciona a qualidade de segurado, as regras de extensão do período de graça e o instituto da carência.

    E ainda, ter o conhecimento específico sobre os documentos hábeis para comprovar cada relação jurídica presente no documento, assim como a disposição de pesquisar as regras contidas na legislação.

    Qual é o preço de um planejamento previdenciário?

    Estudo elaborado do histórico de contribuições previdenciárias do cliente segurado da Previdência Social. O intuito é analisar as informações maneira estratégica com o objetivo de determinar o melhor momento para a aposentadoria através das diversas regras disponíveis. Organizamos e preparamos a pré-aposentadoria para alcançar o melhor benefício possível e no tempo adequado. Esse estudo detalhado auxilia o segurado a se organizar, se preparar para a aposentadoria de acordo com os seus desejos. O objetivo é descobrir o melhor plano de aposentadoria que o, a fim de encontrar possibilidades de redução no tempo de contribuição, aumento ou diminuição do valor da contribuição, data ideal para protocolo do pedido de aposentadoria, e alcançar o melhor valor a ser recebido. Essas vantagens podem ser identificadas porque o planejamento leva em conta muitos aspectos dos quais, geralmente, os segurados não estão cientes.

    Quem deve fazer um planejamento previdenciário?

    Todo e qualquer segurado da Previdência Social pode fazer um planejamento previdenciário, se desejar ter a melhor aposentadoria no futuro e estar protegido no caso de possíveis infortúnios da vida. É gigantesco o número de pessoas que contribuem de maneira errada, sem o melhor aproveitamento de suas condições específicas, e que acabam se decepcionando quando recebem o benefício. Portanto, é um serviço altamente recomendável. São exemplos de segurados para os quais se recomenda o planejamento, os empresários, servidores públicos, professores, médicos, pessoas com deficiência ou diagnóstico de doença grave, brasileiros que residem no exterior, trabalhadores que estão expostos à ambientes de trabalho nocivos com prejuízos à saúde ou integridade física, etc. Também é possível fazer o planejamento de quem deseja começar a contribuir.

    Como funciona o planejamento previdenciário?

    Entrar em contato conosco para agendar um horário de atendimento. Nosso escritório realiza atendimentos em todo Brasil e exterior, de modo presencial ou online. Será agendado um ou mais atendimentos, para que o advogado responsável possa entrevistar o segurado e compreender cada detalhe de sua vida contributiva, assim como suas expectativas de benefício. Dentro de um determinado prazo, serão analisados os documentos como carteiras de trabalho, carnês, CNIS do segurado e o histórico de contribuições. Serão identificadas pendências de cadastro, de recolhimentos, possibilidade de ajustes ou complementação de contribuições, PPP, etc. Em seguida serão realizados cálculos de tempo de contribuição com avaliações e projeções, de acordo com as regras de aposentadoria vigentes. Após fazer um estudo apurado sobre a situação do con.

    Qual o melhor programa para planejamento previdenciário?

    O Prévius 3.0 é considerado o software para cálculos previdenciários, mais completo do País. Muito utilizado e indicado por milhares de advogados, contadores e renomados professores Previdenciários.

    Diferenciais:

    • Importa Automaticamente: Todas as informações do tempo de contribuição e salários, a partir do CNIS, extraído do site oficial do Meu INSS. Importa também, a CARTA DE CONCESSÃO, CTPS DIGITAL e o HISCRE (Histórico de Créditos). É necessário salvar estes documentos no formato PDF.
    • Assistente de Cálculo: Inteligência Artificial para ajudar a realizar cálculos complexos em poucos minutos, aumentando a sua produtividade.
    • Sem limite de cálculos e Suporte Técnico por telefone ou e-mail.
    • Não tem mensalidades.
    • Ensinamos o passo a passo para utilização do software.
    • Disponibilizamos várias Videoaulas Grátis.
    • Restituição de Contribuições pagas acima do Teto.

    NOVO E EXCLUSIVO – CÁLCULO AUTOMÁTICO DO RETORNO SOBRE O INVESTIMENTO (ROI) E COMPARAÇÃO DA MELHOR PROJEÇÃO: Com o Prévius, você consegue realizar a projeção automática das regras de transição do segurado com o cálculo do Retorno sobre o Investimento (ROI). Com a inteligência de cálculo, o programa consegue mostrar todas as informações sobre o futuro previdenciário do seu cliente, como a data da possível aposentadoria, montante de investimento (contribuições) que ainda será necessário e o total a ser recebido. Através do Prévius, é possível definir um percentual (taxa) para projetar um reajuste anual do benefício, de acordo com a expectativa de sobrevida do segurado, levando em conta a Tábua de Mortalidade do IBGE conforme o sexo do segurado, que é gerada automaticamente pelo programa.

    NOVO E EXCLUSIVO – DESINDEXAÇÃO DAS CONTRIBUIÇÕES EM ATRASO: A Inteligência de Cálculo do programa Prévius realiza o cálculo das contribuições atrasadas do segurado (valor a ser indenizado ao INSS) e, também, desindexa (tira a correção monetária) esses valores para que eles possam ser inseridos no novo cálculo da RMI. Essa nova funcionalidade, auxilia o cálculo das contribuições em atraso, além de ser mais uma importante ferramenta para o Planejamento Previdenciário.

    NOVIDADE: CÁLCULO DE RESTITUIÇÃO DO I.R.R.F. PARA APOSENTADOS ACOMETIDOS DE DOENÇAS GRAVES

    Aposentados e pensionistas do INSS, civis ou militares, que são acometidos de doença grave (constantes em rol especificado em lei), têm a possibilidade de solicitar a isenção do Imposto de Renda devido à doença. Porém, muitos segurados não conhecem esse direito e podem perder dinheiro por conta disso. Conforme a legislação (Lei n. 7.713/1988, art. 6, inciso XIV; e o Decreto n. 9.580/2018, art. 35, inciso II, alínea b), vários tipos de rendimentos são isentos de Imposto de Renda. Entre eles, estão os rendimentos oriundos de aposentadoria ou reforma motivada por acidente em serviço e os devidos a portadores de moléstia profissional ou doenças graves.

    Como eu faço um planejamento previdenciário?

    Você já ouviu falar sobre o planejamento previdenciário? Se você está perto de se aposentar ou deseja se aposentar com segurança no futuro, deve conhecer essa estratégia que pode antecipar ou até mesmo aumentar o valor do seu benefício.

    Muitas pessoas deixam para entender os seus direitos previdenciários somente quando acreditam que já podem dar entrada na aposentadoria. Porém, isto é algo bastante perigoso. É que o valor da sua aposentadoria depende do seu próprio histórico previdenciário e você pode ajustá-lo de modo a garantir uma aposentadoria mais cedo ou até mesmo para gerar uma renda maior no futuro.

    Em alguns casos, o planejamento previdenciário também pode ajudar a economizar dinheiro com estratégias para reduzir contribuições. Portanto, se você quer aposentar com segurança, é essencial planejar a sua aposentadoria.

    Para entender o que é o planejamento previdenciário, hoje eu vou explicar para que serve, quem deve fazer, qual o momento correto e até mesmo o investimento necessário. Ficou interessado? Neste texto, você vai descobrir:

    • O planejamento previdenciário é um estudo do seu histórico previdenciário elaborado por um advogado especialista em Direito Previdenciário que permite identificar o melhor momento para a sua aposentadoria e o que você deve fazer para receber um benefício com o maior valor possível.

    Este estudo do seu histórico previdenciário inclui a análise dos seguintes aspectos:

    Ao final do estudo, o planejamento previdenciário se torna um parecer jurídico em forma de relatório com projeções, cenários e simulações de aposentadoria que ajudam o contribuinte a entender seus direitos e adotar a melhor decisão em relação a este momento tão importante da sua vida.

    Ao contrário do que muitos pensam, o valor e o momento da aposentadoria não são consequências do “acaso”. Pelo contrário, os seus direitos previdenciários resultam do seu próprio histórico previdenciário. Ou seja, o valor e o momento da sua aposentadoria são um reflexo dos seus vínculos e das suas contribuições previdenciárias durante toda a sua vida.

    Portanto, se você deseja se aposentar mais cedo ou com um valor maior, deve traçar a melhor estratégia para esta finalidade quanto antes. E o planejamento previdenciário é o melhor caminho para identificar os seus próximos passos rumo a uma aposentadoria ideal.

    Agora que você já sabe o que é o planejamento previdenciário, deve estar se perguntando para que serve. Ou seja, qual a utilidade do planejamento previdenciário. De forma resumida, eu costumo dizer que o planejamento previdenciário serve para garantir tranquilidade e segurança para aquelas pessoas que pretendem receber uma aposentadoria justa.

    Em tempos de reforma da previdência, entender seus direitos previdenciários se tornou uma tarefa bastante complexa. Portanto, se planejar para a aposentadoria acaba sendo a melhor forma de encarar as dificuldades impostas pela legislação previdenciária.

    Mas essa é apenas a utilidade mais “genérica” do planejamento previdenciário. De forma mais p”.

    Qual o valor do programa Previus?

    Escolha o seu plano e a melhor forma de pagamento!

    Licença para um usuário

    R$ 1078,80

    1.078,80 por 1.024,86 a vista no boleto/PIX.

    1.078,80 até 12x s/juros de 89,90 no cartão.

    ✓ 1 Licença

    ✓ por ano

    Licença para dois usuários

    R$ 1198,80

    1.198,80 por 1.138,86 a vista no boleto/PIX.

    1.198,80 até 12x s/j de 99,90 no cartão.

    ✓ 2 Licenças

    ✓ por ano

    Licença para três usuários

    R$ 1438,80

    1.438,80 por 1.366,86 a vista no boleto/PIX.

    1.438,80 até 12x s/j de 119,90 no cartão.

    ✓ 3 Licenças

    O Prévius está lado a lado com os profissionais do direito previdenciário e resolve seus cálculos! Informações oficiais e necessárias que te proporcionam esclarecimentos e segurança sobre o Previus 3.0. Portanto pedimos que continue lendo e caso não encontre a informação ou o cálculo que deseja fazer entre em contato conosco através dos nossos canais de atendimento.

    Sistema indicado por renomados cursos, Professores de direito previdenciário e entre os próprios usuários.

    Com as Informações extraídas dos processos e clientes mais a praticidade do Prévius 3.0 os resultados satisfatórios dos seus Cálculos Previdenciários são alcançados!

    O Prévius 3.0, traz muitas novidades e recursos inteligentes que facilitam a confecção dos seus cálculos Previdenciários. Incluindo o cálculo de restituição do IRRF dos beneficiários acometidos por doença grave, cálculo da Restituição de Contribuição Previdenciária Acima do Teto e dezenas de outras revisões e cálculos previdenciários.

    Continue lendo, Previus 3.0 sempre adequado ás novas leis previdenciárias. Faz cálculos anterior e após a reforma.

    • Cálculo de restituição do IRRF descontado (retido na fonte), dos beneficiários acometidos por doença grave (nono no Prévius 3.0).
    • Cálculo da restituição de contribuição previdenciária acima do teto (novo no Prévius).
    • Cálculo automático de planejamento futuro com agrupamento dos salários de contribuição abaixo do mínimo.
    • Cálculo completo de precatório sobre o tema 810 e 96 (INSS).
    • Cálculo de complemento de contribuição no planejamento previdenciário.
    • Cálculo planejamento previdenciário (aposentadoria futura).
    • Cálculos das regras de transição conforme a EC 103/2019.
    • Cálculo contribuição concomitante, nos casos em que o beneficiário trabalhou em duas ou mais empresas ao mesmo.
    Veja mais
    Vida toda inss

    Como está a situação da revisão da vida toda do INSS? O Supremo Tribunal Federal (STF) marcou para quarta-feira (3) a análise de um recurso

    Leia mais >
    Vida inteira inss

    Quem tem direito à revisão da vida inteira? É que, apesar de a decisão não ter sido especificamente sobre o recurso que discute a revisão,

    Leia mais >
    Abrir conversa
    Fale com um especialista!
    Olá 👋, precisa de ajuda com Planejamento previdenciário inss? Fale agora com um especialista pelo WhatsApp! Estamos prontos para ajudar.