Sumário

Entre em contato com um especialista

    Escritorio de advocacia asa norte df

    escritorio de advocacia asa norte df

    Qual é o melhor advogado do Brasil?

    A advocacia não é uma carreira fácil. Depois dos cinco anos de faculdade e da prova da OAB, na qual muitos dos formados têm dificuldades para serem aprovados, é hora de encarar um mercado de trabalho saturado, competitivo, com demandas complexas e clientes cada vez mais exigentes. Diante de tudo isso, muitos se perguntam se é realmente possível alcançar o sucesso na área.

    A resposta é sim. Mas o trabalho é árduo. A seguir vamos te apresentar alguns dos melhores advogados do Brasil, profissionais reconhecidos e bem sucedidos que alcançaram reconhecimento nacional e até internacional, frequentemente desafiando suas condições de partida.

    Então, para incentivar você – que ama o Direito, mas tem dúvidas quanto à carreira –, vamos apresentar algumas dessas histórias. Confira quem são os melhores advogados do Brasil e saiba eles alcançaram esse status. 🙂

    Pierpaolo Cruz Bottini é jovem e sua carreira é relativamente recente, mas ele já conquistou o título de um dos melhores advogados do Brasil após conseguir a absolvição de um cliente em um processo penal ligado ao escândalo do Mensalão, em 2012.

    Esse resultado não veio sem esforço: Bottini treinava arduamente as exposições que faria diante do tribunal. Em seus treinos, ele colocava o filho pequeno no sofá, e muitos achavam que a primeira palavra do pequeno seria “mensalão”.

    Nem todos os melhores advogados do Brasil atuam no contencioso. Alguns, como Francisco Mussnich, dedicam-se a ajudar seus clientes a resolver problemas e atingir resultados sem o envolvimento do Judiciário. Mussnich esteve à frente das questões jurídicas na realização da Copa do Mundo de 2014 e, antes disso, atuou na venda da Brasil Telecom em 2008.

    É claro que, para ganhar espaço em atividades tão importantes, houve uma história de sacrifícios. Mussnich já chegou a virar a noites no escritório de clientes, sem voltar para casa, quando estava trabalhando em grandes projetos.

    Arnoldo Wald defende a Confederação Nacional do Sistema Financeiro (Consif) em uma das principais ações que correm no STF, que diz respeito ao rendimento das cadernetas de poupança durante as décadas de 1980 e 1990. Ele também defende a Varig em outra ação bilionária, pleiteando uma indenização pelas perdas em razão do congelamento de preços, também nas décadas de 1980 e 1990.

    Esse nível de sucesso, que o levou a ser considerado um dos melhores advogados do Brasil, é o reflexo de uma trajetória de mais de 60 anos na advocacia. Ou seja, quem espera resultados da noite para o dia não deve se inspirar nesse grande jurista.

    Jairo Saddi já atuou para todos os grandes bancos do Brasil e participou em mais de 40 processos de liquidação de bancos com valores bilionários. Além disso, ocupa várias posições respeitáveis, como a de Presidente do Conselho do INSPER Direito.

    A carreira é reflexo de muita preparação. Além da formação em Direito, também estudou Administração de Empresas, fez doutorado e completou um pós-doutorado no exterior. Você já sabe: qualificação é essencial para o sucesso.

    Como conseguir emprego em escritório de advocacia?

    Até que ponto vocês aceitariam salários ínfimos, miseráveis, estes que hoje são ofertados no mercado? A dignidade profissional está à venda? Ontem li um texto “desabafo” em que o autor renegou a possibilidade de receber 17 reais por diligência, em clara alusão a um texto aqui do blog: A lei da selva, ou, R$ 17,00 por uma audiência, ou, mais uma evidência do colapso da profissão.

    Ainda ontem recebi a mensagem de um jovem advogado que tive a oportunidade de conhecer neste último final de semana, quando a OAB/DF promoveu o I Encontro dos Advogados do Cerrado, quando tive a oportunidade de falar sobre o comportamento dos advogados nas redes sociais.

    Vejam a mensagem recebida via facebook:

    Boa tarde Dr. Maurício! Estivemos conversando um pouco na festa da OAB/DF sábado e não tive a oportunidade de falar com você sobre um assunto. Seria interessante uma matéria sobre a dificuldade do jovem advogado em início de carreira. No meu caso, por exemplo, estou desempregado há mais de 1 ano, estou com a carteira da OAB há quase 2 meses e desesperado atrás de um escritório para começar a atuar, mas não apareceu nenhuma entrevista. Bate até um desespero em alguns momentos, visto que as contas estão atrasadas, pensão de um filho em atraso, outro filho pequeno para criar, etc… se puder me dê também uma sugestão, opinião, uma luz, desde já agradeço a atenção.

    Esse tipo de coisa, sempre, consegue me incomodar. Ver gente disposta a trabalhar sofrer com uma realidade muito amarga. É a realidade da advocacia. Este é um tema recorrente aqui no Blog, objeto de várias publicações. Mas, pela primeira vez, recebo uma pergunta como esta, a pergunta de alguém que está precisando MUITO de um emprego, e com urgência.

    Este advogado tem dois filhos, um com a atual mulher e outro, fruto de um relacionamento anterior. Ele precisa pagar a pensão alimentícia, precisa pagar as contas, está desempregado há 1 ano, conseguiu a carteira só agora, fruto de sua aprovação no último Exame de Ordem, e encontra-se, tal como ele mesmo falou, desesperado em busca de um emprego. É uma situação bem diferente quando falamos de jovens advogados sem filhos ou maiores obrigações, com o suporte dos pais e com condições de iniciar na profissão ou parar tudo e estudar visando os concursos públicos. A PRESSÃO é completamente diferente nestes casos.

    O que fazer?

    É neste momento, neste EXATO momento, quando a pressão e o desespero se fazem presentes, que podemos entender a razão por detrás de muitos, mas muitos advogados aceitarem as misérias impostas pelo mercado: TJ/RS arbitra o incrível valor de R$ 35,00 para um advogado dativo participar de uma audiência; Os vencimentos (de fome) do chamado “advogado audiencista” e a crise do mercado da advocacia; Tem carteira da OAB mas não tem carro? As coisas serão um pouco mais difíceis para você?; A lei de mercado não pode ser a lei da selva?, ou, pode a OAB salvar os advogados de honorários péfios?; O que fazer com R$ 100,00 de honorários de sucumbência?; Governo de Sergipe abre concurso.

    O que faz um advogado da vara de família?

    O advogado de família, em seu dia a dia, lida com questões como casamentos, acordos pré-nupciais, divórcios, adoções, pensão alimentícia, guarda de filhos, entre outros. Outras possibilidades de atuação são processos de partilha de bens, inventários, testamentos.

    O salário médio de um advogado de família no país é de R$ 4.885,31, de acordo com dados de 2021 do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged).

    Caso você tenha dúvidas se a profissão de advogado é a escolha certa para você, não deixe de conferir o Teste Vocacional da Quero Bolsa. É rápido e gratuito.

    Qual é o setor do advogado?

    A formação em Direito, tornou-se uma das mais procuradas pelo mercado brasileiro. De acordo com o Educa Mais Brasil, em 2018, existiam cerca de 1.154.751 estudantes de Direito no país. Os números de 2022 ainda não foram divulgados, mas de acordo com as mudanças impostas na profissão, há uma boa chance que o número atual esteja bem maior.

    Algumas das mudanças implementadas na área jurídica foram:

    Com as mudanças necessárias para o desenvolvimento da profissão, o advogado passou a ter diversas opções de atuação. O que proporcionou diversas oportunidades para desempenhar seu trabalho no mercado, diversificando suas atividades e indo além dos escritórios.

    O advogado tem como principal objetivo defender os interesses dos seus clientes dentro da lei, sejam eles empresas ou pessoa física. Toda e qualquer ação jurídica exige participação de um advogado, pois como bom conhecedor da lei, o profissional da área tem como obrigação entender todo e qualquer regulamento necessário frente aos inúmeros casos.

    Dessa forma, esse profissional precisa de muita leitura e interpretação para conseguir compreender o que rege as leis do código e a situação em que seu cliente se encontra. Dessa maneira, seu trabalho se baseia em entender a principal questão do cliente, que ocorre por meio de uma longa conversa e em seguida, busca analisar todas as vertentes e estabelecer, legalmente, a melhor forma de defender o possível cliente.

    Logo, o trabalho do advogado exige do profissional muita pesquisa, análise e consequentemente, uma aceitável resolutividade, além de buscar ser um profissional destemido para defender os interesses de terceiros e enfrentar com respeito todos os adversários e decisões adversas.

    O profissional formado em direito precisa conviver com a concorrência cada vez mais acirrada no mercado de trabalho. Dessa forma, é bastante cobrado do profissional a busca por especializações para que possa obter chances no mercado empregatício.

    Por isso, para ser um bom advogado, é necessário aprimorar seus conhecimentos, baseando-se em entendimentos técnicos e intelectuais, além de saber ouvir, pensar, falar e escrever, para que possa captar mais clientes e ser bem visto no mercado de trabalho, pois quanto maior for a reputação do profissional advogado, melhor serão as suas chances de obter sucesso e se destacar na área de atuação.

    Representar pessoas físicas e jurídicas é a principal atribuição de um advogado. Atuar em departamentos jurídicos, órgãos públicos e escritórios de advocacia também fazem parte da lista de oportunidades de atuação desse profissional no mercado de trabalho. Vale ressaltar que dentro do direito o mercado de trabalho é bastante amplo e ainda existem vários segmentos que precisam ser preenchidos.

    As áreas de atuação são constantemente atualizadas e ao passo que a sociedade se desenvolve, outros ramos surgem, como, por exemplo, a advocacia digital, que por meio da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), estabelece diretrizes importantes e obriga.

    Veja mais
    Aposentadoria especial 2019

    Como fica aposentadoria especial após reforma 2019? O Senado aprovou nesta quarta-feira (10) um projeto de lei complementar que regulamenta a aposentadoria especial por periculosidade.

    Leia mais >
    Abrir bate-papo
    Fale com um especialista!
    Olá 👋 , tudo bem ?
    Parece que você está precisando de ajuda! Estamos aqui para ajudá-lo a resolver qualquer dúvida ou problema que esteja enfrentando. Clique aqui para falar com um dos nossos especialistas e encontrar a solução que você precisa. Não hesite, estamos prontos para ajudar!