Sumário

Entre em contato com um especialista

    Contratos comerciais

    contratos comerciais

    O que deve ter em um contrato comercial?

    Falar sobre contratos comerciais é de extrema importância por várias razões. Os contratos comerciais fornecem uma base legal sólida e segurança jurídica para as transações comerciais, estabelecendo os direitos e obrigações das partes envolvidas. Eles garantem a proteção dos interesses de todas as partes, estipulando condições e termos claros do acordo.

    Além disso, os contratos comerciais regulamentam as relações comerciais, definindo aspectos importantes como preços, prazos, formas de pagamento, obrigações de entrega e propriedade intelectual. Isso permite que todas as partes tenham uma compreensão clara das suas responsabilidades, minimizando conflitos e mal-entendidos. Pensando nisso, os advogados do escritório Galvão & Silva Advocacia desenvolveram este artigo.

    Um contrato comercial é um acordo legalmente vinculativo celebrado entre duas ou mais partes com o objetivo de estabelecer direitos e obrigações relacionados a uma transação comercial. Ele define os termos e condições específicos que regem a relação comercial entre as partes envolvidas.

    A finalidade de um contrato comercial é fornecer segurança jurídica e proteção aos envolvidos na transação. Ele estabelece as bases legais do acordo, delineando claramente os direitos, responsabilidades, obrigações e expectativas de cada parte. Isso garante que todas as partes estejam cientes e concordem com os termos e condições acordados, ajudando a evitar conflitos e disputas no futuro.

    Além disso, um contrato comercial tem como finalidade proteger os interesses das partes envolvidas, estipulando condições específicas para a realização da transação comercial. Isso inclui aspectos como preço, prazo, forma de pagamento, obrigações de entrega, propriedade intelectual, confidencialidade e outros termos relevantes para a negociação.

    O contrato comercial serve como um instrumento legal para garantir que todas as partes cumpram suas obrigações e para resolver possíveis disputas de forma justa e adequada.

    Assim, um contrato comercial tem a finalidade de estabelecer regras claras e juridicamente vinculativas para uma transação comercial. Ele protege os direitos e interesses das partes envolvidas, proporciona segurança jurídica e serve como um documento de referência para resolver disputas ou litígios decorrentes da relação comercial.

    Clique no botão e fale agora com o advogado especialista A importância dos contratos comerciais é significativa por várias razões. Primeiramente, eles proporcionam segurança jurídica ao estabelecer as bases legais do acordo, definindo os direitos, obrigações e responsabilidades de cada parte envolvida.

    Além disso, os contratos comerciais protegem os interesses de todas as partes, estipulando termos e condições claros e acordados para a transação. Isso inclui aspectos essenciais como preços, prazos, formas de pagamento, obrigações de entrega e propriedade intelectual.

    Como montar um contrato comercial?

    Aprender como elaborar um contrato de vendas é importante independente da área que você atua. Mesmo que sua empresa tenha um departamento jurídico e você não se envolva diretamente em enviar e responder dúvidas sobre o contrato, eles podem chegar até você.

    Por isso, saber as cláusulas e pormenores acabam sendo uma parte na sua relação com os clientes. Muitas vezes o atendimento ao cliente lida com essas pequenas tarefas além da função de atender.

    Para conhecer o que envolve e como elaborar um contrato de vendas continue lendo e saiba o que não pode faltar para criar uma política de boas práticas contratuais.

    O contrato estabelece uma relação entre empresa e cliente e é um componente natural da rotina de negócios. Desde o contrato social, passando pelos contratos de trabalho até os contratos de venda de serviço e produtos, tudo envolve o dia a dia da rotina de uma empresa.

    Então a resposta é SIM. É fundamental fechar todos os seus negócios com um contrato formal entre contratante e contratada.

    Uma empresa pode criar seus próprios contratos para os diversos serviços que oferece. Porém, é importante que todos passem pelo crivo de um profissional do setor jurídico – advogado ou consultor jurídico. Isso ajuda a garantir uma gestão de contratos eficientes e que todos são válidos e que suas cláusulas estão dentro da lei.

    Um contrato bem redigido garante clareza e evita qualquer contestação do cliente. E mesmo que haja alguma dúvida, você pode se apoiar no endosso do profissional que revisou o contrato pra você.

    O primeiro ponto a ter em mente sobre como elaborar um contrato de vendas é garantir a bilateralidade contratual. Isso significa que o contrato proposto atende tanto aos interesses dos contratantes quanto dos contratados.

    É um primeiro item óbvio, mas a identificação de quem faz parte da relação de trabalho é importante. Os itens principais são:

    • OBS: Para contratos entre empresas, é importante destacar quem é o representante na assinatura do contrato.

    Existem diversos tipos de empresas, consequentemente, vários tipos de contratos no mercado. E dentro da mesma empresa, que oferece tipos de serviços diferentes, podem existir diferenças e especificidades que devem constar no contrato.

    Então, defina os objetivos dos seus contratos;

    Estabelecido esses detalhes, redija as informações necessárias e o objeto da contratação.

    Estabelecer quais são as obrigações do contratante e do contratado é outra parte importante de como elaborar um contrato de vendas.

    Nesta cláusula, estará definido as obrigações e o que cada parte precisa fazer para o cumprimento do contrato. Por exemplo:

    Veja também: Como fazer uma assinatura digital – passo a passo

    Muitas vezes, a negociação dos valores acontece antes do fechamento do contrato e você e o cliente já discutiram vantagens e possíveis descontos.

    O contrato é o momento em que você legaliza e fecha o valor do negócio e como será a forma de pagamento.

    É importante que isso fique claro, pois o combinado não sai caro, não é mesmo? Detalhe os p

    Quais são os tipos de contratos mercantis?

    Os contratos mercantis, em suma, podem ser consensuais ou reais. Assim, em termos gerais os contratos entre empresários estão constituídos (perfeitos e acabados) assim que se verifica o encontro de vontade das pessoas participantes do vínculo.”

    Quais são os contratos mais comuns?

    Você sabia que existem vários tipos de contrato de trabalho, e que cada um é destinado a um tipo específico de trabalho ou prestação de serviço? Pois é, o contrato de trabalho é um documento importantíssimo, tanto para empregadores, quanto para seus empregados, e é por meio dele que os negócios estabelecem o vínculo empregatício dos seus funcionários, ou prestadores de serviço.

    É fundamental que os profissionais de RH entendam bem as diferenças entre tipos de contratos de trabalho existentes, para que na hora de fechar uma contratação, não utilizem o documento errado, desperdiçando dinheiro ao fechar um contrato por tempo indeterminado, com um profissional autônomo, por exemplo.

    Para você entender os conceitos de cada modalidade de contrato de trabalho, e os direitos de cada um deles, reunimos neste conteúdo os seguintes tópicos:

    Aproveite a leitura, e tenha um bom aprendizado!

    Um contrato de trabalho é um acordo pré-estabelecido entre empresa e funcionário, que pode ser feito de maneira formal ou informal, a fim de firmar uma relação empregatícia entre uma pessoa física e uma pessoa jurídica, ou, de uma pessoa jurídica, com outra pessoa jurídica.

    Elaborar um contrato trabalhista é uma das primeiras obrigações de um empregador para com seus contratados, onde ficam definidas as regras, obrigações, direitos e deveres entres as partes envolvidas.

    Antes de entendermos profundamente quais os tipos de contrato de trabalho existem, é importante sabermos que para que um contrato de trabalho seja válido, ele precisa seguir os seguintes requisitos:

    Além desses requisitos, é importante que as empresas conheçam bem a legislação envolvida na elaboração do contrato de trabalho, que explicaremos detalhadamente a seguir.

    Segundo o Art. 442 da CLT, um “contrato individual de trabalho é o acordo tácito ou expresso, correspondente à relação de emprego”, e, engana-se quem pensa que existe um único tipo de contrato de trabalho.

    Esse documento é elaborado para que as normas trabalhistas previstas pela Consolidação das Leis do Trabalho, assim como as regras internas das empresas sejam seguidas, tanto pelos trabalhadores, quanto pelos próprios negócios.

    A regulamentação do contrato de trabalho também é estabelecida por meio do primeiro inciso do Art. 7º da Constituição Federal, que diz:

    “Art. 7º – São direitos dos trabalhadores urbanos e rurais, além de outros que visem à melhoria de sua condição social:
    I – relação de emprego protegida contra despedida arbitrária ou sem justa causa, nos termos de lei complementar, que preverá indenização compensatória, dentre outros direitos”.

    E, ainda, pelo Art. 468 da CLT, onde são citadas as regras para alterações de um contrato de trabalho, onde está descrito que:

    “Nos contratos individuais de trabalho só é lícita a alteração das respectivas condições por mútuo consentimento, e ainda assim desde que não resultem, direta ou indiretamente, prejuízos ao empregado, sob pena de nulidade da cláusula infringente desta garantia”.

    Existem diversas modalid

    Que é um contrato comercial?

    Os contratos comerciais regem relações da prática empresarial, sendo essenciais para garantir a segurança jurídica das transações. Diariamente, o empresário se vê diante de diversas situações que geram vínculos comerciais com outras empresas ou trabalhadores. Se há o desejo de ampliar a atuação da organização, é possível firmar um contrato de compra e venda de instalações comerciais, um contrato de locação de terreno para fins comerciais ou, ainda, um contrato comercial simples de franquia.

    Ou seja, quando pensamos na empresa e nos contratos comerciais, exemplos não faltam. Eles envolvem a atividade de troca, em que a finalidade é colocar bens e serviços à disposição dos consumidores finais. Pensando nisso, explicamos o que são contratos comerciais, a importância destes documentos e as normas que os regem.

    Na sequência, falamos dos seus inúmeros tipos, da diferença entre contratos civis e comerciais e muito mais. Acompanhe!

    Contratos comerciais são acordos firmados entre duas ou mais pessoas para criar, regular ou encerrar uma relação de natureza patrimonial relativa à atividade empresarial. Ou seja, o objetivo da formalização das negociações empresariais é garantir os direitos e as obrigações das partes envolvidas nas transações.

    Com este instrumento, é possível evitar danos aos contratantes, prevenir impasses nas relações e outros problemas, garantindo assim a segurança jurídica das partes.

    Por apresentarem uma finalidade tão importante, quando falamos de contratos comerciais, os tipos são diversos, exatamente para regular as variadas relações comerciais. Mas antes de falar deles, vamos conhecer os princípios de um contrato para fins comerciais.

    Seja em um contrato de parcerias comerciais ou em um contrato de prestação de serviços, é fundamental obedecer aos princípios aplicáveis aos contratos comerciais. São eles:

    • Princípio da autonomia da vontade
    • Princípio da obrigatoriedade
    • Princípio da boa-fé

    Esses princípios se aplicam a contratos civis e comerciais, pois se referem de forma ampla à teoria contratual e têm amparo no Código Civil. Porém, os contratos comerciais, por apresentarem peculiaridades, demandam um tratamento especial.

    Vamos falar um pouco sobre as normas de contratos comerciais?

    As normas de contratos comerciais são as disposições constantes no Código Civil e em outras leis, interpretadas sob a ótica do Direito Empresarial, que regula as relações empresariais cujo objeto do contrato é um ato de comércio. Como assim? O antigo Código Comercial, datado de 1850, deu origem ao Direito Empresarial, mas foi quase todo revogado com o advento do Código Civil, em 2002.

    Atualmente, não temos um código que traz normas de contratos comerciais. A principal lei é o Código Civil, que traz um capítulo específico sobre as atividades empresariais. Além dele há outras leis, como a Lei de Falências e a Lei das S.A. Por isso, as normas de contratos comerciais podem estar previstas em todas as legislações que tratam das relações que envolvem um ato de comércio.

    E quais atos de comércio? Quais os tipos de contratos comerciais?

    Existem várias espécies.

    Quais são os 3 tipos de contratos?

    Você sabia que existem vários tipos de contrato de trabalho, e que cada um é destinado a um tipo específico de trabalho ou prestação de serviço?

    Pois é, o contrato de trabalho é um documento importantíssimo, tanto para empregadores, quanto para seus empregados, e é por meio dele que os negócios estabelecem o vínculo empregatício dos seus funcionários, ou prestadores de serviço.

    É fundamental que os profissionais de RH entendam bem as diferenças entre tipos de contratos de trabalho existentes, para que na hora de fechar uma contratação, não utilizem o documento errado, desperdiçando dinheiro ao fechar um contrato por tempo indeterminado, com um profissional autônomo, por exemplo.

    Para você entender os conceitos de cada modalidade de contrato de trabalho, e os direitos de cada um deles, reunimos neste conteúdo os seguintes tópicos:

    Aproveite a leitura, e tenha um bom aprendizado!

    Um contrato de trabalho é um acordo pré-estabelecido entre empresa e funcionário, que pode ser feito de maneira formal ou informal, a fim de firmar uma relação empregatícia entre uma pessoa física e uma pessoa jurídica, ou, de uma pessoa jurídica, com outra pessoa jurídica.

    Elaborar um contrato trabalhista é uma das primeiras obrigações de um empregador para com seus contratados, onde ficam definidas as regras, obrigações, direitos e deveres entres as partes envolvidas.

    Antes de entendermos profundamente quais os tipos de contrato de trabalho existem, é importante sabermos que para que um contrato de trabalho seja válido, ele precisa seguir os seguintes requisitos:

    • Consentimento das partes;
    • Objeto lícito;
    • Causa lícita; e
    • Forma prescrita ou não defesa em lei.

    Além desses requisitos, é importante que as empresas conheçam bem a legislação envolvida na elaboração do contrato de trabalho, que explicaremos detalhadamente a seguir.

    Segundo o Art. 442 da CLT, um “contrato individual de trabalho é o acordo tácito ou expresso, correspondente à relação de emprego”, e, engana-se quem pensa que existe um único tipo de contrato de trabalho.

    Esse documento é elaborado para que as normas trabalhistas previstas pela Consolidação das Leis do Trabalho, assim como as regras internas das empresas sejam seguidas, tanto pelos trabalhadores, quanto pelos próprios negócios.

    A regulamentação do contrato de trabalho também é estabelecida por meio do primeiro inciso do Art. 7º da Constituição Federal, que diz:

    Art. 7º – São direitos dos trabalhadores urbanos e rurais, além de outros que visem à melhoria de sua condição social: I – relação de emprego protegida contra despedida arbitrária ou sem justa causa, nos termos de lei complementar, que preverá indenização compensatória, dentre outros direitos.

    E, ainda, pelo Art. 468 da CLT, onde são citadas as regras para alterações de um contrato de trabalho, onde está descrito que:

    Nos contratos individuais de trabalho só é lícita a alteração das respectivas condições por mútuo consentimento, e ainda assim desde que não resultem, direta ou indiretamente, prejuízos ao empregado, sob pena de nulidade da cláusula infringente desta garantia.

    Existem diversas modalid

    O que deve ter em um contrato comercial?

    Falar sobre contratos comerciais é de extrema importância por várias razões. Os contratos comerciais fornecem uma base legal sólida e segurança jurídica para as transações comerciais, estabelecendo os direitos e obrigações das partes envolvidas. Eles garantem a proteção dos interesses de todas as partes, estipulando condições e termos claros do acordo.

    Além disso, os contratos comerciais regulamentam as relações comerciais, definindo aspectos importantes como preços, prazos, formas de pagamento, obrigações de entrega e propriedade intelectual. Isso permite que todas as partes tenham uma compreensão clara das suas responsabilidades, minimizando conflitos e mal-entendidos.

    Um contrato comercial é um acordo legalmente vinculativo celebrado entre duas ou mais partes com o objetivo de estabelecer direitos e obrigações relacionados a uma transação comercial. Ele define os termos e condições específicos que regem a relação comercial entre as partes envolvidas.

    A finalidade de um contrato comercial é fornecer segurança jurídica e proteção aos envolvidos na transação. Ele estabelece as bases legais do acordo, delineando claramente os direitos, responsabilidades, obrigações e expectativas de cada parte. Isso garante que todas as partes estejam cientes e concordem com os termos e condições acordados, ajudando a evitar conflitos e disputas no futuro.

    Além disso, um contrato comercial tem como finalidade proteger os interesses das partes envolvidas, estipulando condições específicas para a realização da transação comercial. Isso inclui aspectos como preço, prazo, forma de pagamento, obrigações de entrega, propriedade intelectual, confidencialidade e outros termos relevantes para a negociação.

    O contrato comercial serve como um instrumento legal para garantir que todas as partes cumpram suas obrigações e para resolver possíveis disputas de forma justa e adequada.

    Assim, um contrato comercial tem a finalidade de estabelecer regras claras e juridicamente vinculativas para uma transação comercial. Ele protege os direitos e interesses das partes envolvidas, proporciona segurança jurídica e serve como um documento de referência para resolver disputas ou litígios decorrentes da relação comercial.

    Clique no botão e fale agora com o advogado especialista A importância dos contratos comerciais é significativa por várias razões. Primeiramente, eles proporcionam segurança jurídica ao estabelecer as bases legais do acordo, definindo os direitos, obrigações e responsabilidades de cada parte envolvida.

    Além disso, os contratos comerciais protegem os interesses de todas as partes, estipulando termos e condições claros e acordados para a transação. Isso inclui aspectos essenciais como preços, prazos, formas de pagamento, obrigações de entrega e propriedade intelectual.

    Ao prevenir ambiguidades e mal-entendidos, os contratos comerciais evitam litígios futuros, servindo como referência para r

    Como montar um contrato comercial?

    Aprender como elaborar um contrato de vendas é importante independente da área que você atua. Mesmo que sua empresa tenha um departamento jurídico e você não se envolva diretamente em enviar e responder dúvidas sobre o contrato, eles podem chegar até você.

    Por isso, saber as cláusulas e pormenores acabam sendo uma parte na sua relação com os clientes. Muitas vezes o atendimento ao cliente lida com essas pequenas tarefas além da função de atender.

    Para conhecer o que envolve e como elaborar um contrato de vendas continue lendo e saiba o que não pode faltar para criar uma política de boas práticas contratuais.

    O contrato estabelece uma relação entre empresa e cliente e é um componente natural da rotina de negócios. Desde o contrato social, passando pelos contratos de trabalho até os contratos de venda de serviço e produtos, tudo envolve o dia a dia da rotina de uma empresa.

    Então a resposta é SIM. É fundamental fechar todos os seus negócios com um contrato formal entre contratante e contratada.

    Uma empresa pode criar seus próprios contratos para os diversos serviços que oferece. Porém, é importante que todos passem pelo crivo de um profissional do setor jurídico – advogado ou consultor jurídico. Isso ajuda a garantir uma gestão de contratos eficientes e que todos são válidos e que suas cláusulas estão dentro da lei.

    Um contrato bem redigido garante clareza e evita qualquer contestação do cliente. E mesmo que haja alguma dúvida, você pode se apoiar no endosso do profissional que revisou o contrato pra você.

    O primeiro ponto a ter em mente sobre como elaborar um contrato de vendas é garantir a bilateralidade contratual. Isso significa que o contrato proposto atende tanto aos interesses dos contratantes quanto dos contratados.

    É um primeiro item óbvio, mas a identificação de quem faz parte da relação de trabalho é importante. Os itens principais são:

    • Para contratos entre empresas, é importante destacar quem é o representante na assinatura do contrato.

    Existem diversos tipos de empresas, consequentemente, vários tipos de contratos no mercado. E dentro da mesma empresa, que oferece tipos de serviços diferentes, podem existir diferenças e especificidades que devem constar no contrato.

    Então, defina os objetivos dos seus contratos;

    Estabelecido esses detalhes, redija as informações necessárias e o objeto da contratação.

    Estabelecer quais são as obrigações do contratante e do contratado é outra parte importante de como elaborar um contrato de vendas.

    Nesta cláusula, estará definido as obrigações e o que cada parte precisa fazer para o cumprimento do contrato. Por exemplo:

    Veja também: Como fazer uma assinatura digital – passo a passo

    Muitas vezes, a negociação dos valores acontece antes do fechamento do contrato e você e o cliente já discutiram vantagens e possíveis descontos.

    O contrato é o momento em que você legaliza e fecha o valor do negócio e como será a forma de pagamento.

    É importante que isso fique claro, pois o combinado não sai caro, não é mesmo? Detalhe os pormenores necessários.

    Veja mais
    Contagem aposentadoria especial

    Como faz a contagem da aposentadoria especial? Entenda como calcular a aposentadoria especial por insalubridade ou periculosidade. Explico aqui como chegar no valor do benefício,

    Leia mais >
    Abrir bate-papo
    Fale com um especialista!
    Olá 👋 , tudo bem ?
    Parece que você está precisando de ajuda! Estamos aqui para ajudá-lo a resolver qualquer dúvida ou problema que esteja enfrentando. Clique aqui para falar com um dos nossos especialistas e encontrar a solução que você precisa. Não hesite, estamos prontos para ajudar!