Sumário

Entre em contato com um especialista

    Consultoria imobiliaria

    consultoria imobiliaria

    Quanto custa serviço de consultoria imobiliária?

    O adquirente paga, em média, de 5% a 6% do valor do imóvel em corretagem e taxas de assessoria imobiliária.

    Como se tornar um consultor imobiliário?

    O mercado de imóveis oferece diversas oportunidades para quem deseja seguir uma carreira nesse setor. Uma das possibilidades é a profissão de consultor de imóveis. Ele é o especialista que, como o nome indica, presta o serviço de consultoria no ramo imobiliário. Contudo, uma vez que esse profissional tem funções similares às do corretor de imóveis, há certa confusão entre as duas profissões. Para ter clareza sobre cada uma delas, vale a pena entender melhor o que é um consultor de imóveis e conhecer as características que o diferenciam do corretor.

    A seguir, acompanhe as principais informações sobre a profissão de consultor imobiliário!

    Para começar, é preciso entender o que é e o que faz um consultor imobiliário. Ele é um profissional que fornece consultoria especializada em transações imobiliárias. Portanto, seu trabalho é oferecer conselhos e orientações para ajudar o cliente a fazer a melhor escolha.

    Por exemplo, se uma incorporadora desejasse construir um empreendimento em determinado terreno, o consultor realizaria uma pesquisa de mercado nessa região. Depois, ele elaboraria um estudo de viabilidade econômica, apresentando suas descobertas e suas percepções.

    Com base nessas informações, o consultor imobiliário conseguiria orientar a empresa na tomada de decisão. Dessa forma, é possível perceber que esse profissional tem um papel importante no desenvolvimento dos negócios relacionados ao mercado de imóveis.

    No entanto, seu público não se limita às incorporadoras. O consultor imobiliário também pode prestar serviços de consultoria para corretoras, empresas de investimento, investidores, construtoras, imobiliárias e, até mesmo, pessoas físicas — como você verá a seguir.

    Você já conheceu um pouco mais sobre a profissão de consultor de imóveis e percebeu que esse profissional pode trabalhar com uma variedade de clientes. Logo, ele pode oferecer diferentes modalidades de consultoria imobiliária, conforme seu público.

    Aqui estão alguns exemplos das categorias de consultoria de imóveis:

    • Consultoria para incorporadoras imobiliárias;
    • Consultoria para construtoras em lançamentos imobiliários;
    • Consultoria para corretoras e imobiliárias;
    • Consultoria para empresas de investimento imobiliário;
    • Consultoria para investidores em imóveis;
    • Consultoria para pessoas físicas na compra e venda de imóveis.

    Vimos que o consultor de imóveis oferece serviços de consultoria para as incorporadoras imobiliárias. Desse modo, o profissional pode ajudar essas empresas a determinar se um projeto é financeiramente viável ou não a longo prazo.

    Para estudar a viabilidade econômica de um empreendimento imobiliário, o consultor de imóveis precisa analisar a aceitação de um novo produto pelo público. Além disso, ele deve calcular a estimativa do retorno do projeto e considerar o tamanho do mercado consumidor.

    O consultor imobiliário também pode ser contratado pelas construtoras para orientá-las no desenvolvimento de empreendimentos para lançamentos imobiliários. Nesse caso, a sua função principal é entender qual é o padrão de imóvel que atrai determinado público.

    Para tanto, o consultor realiza uma pesquisa no mercado para descobrir as preferências dos consumidores de uma região específica. Após essa etapa, o profissional precisa compilar as principais informações em um relatório que será apresentado à construtora.

    Quais as funções do consultor imobiliário?

    A falta de profissionalização e de experiência na gestão comercial imobiliária são os principais responsáveis pelo insucesso de grandes, médios e pequenos negócios. Isso porque uma gestão comercial imobiliária bem estruturada, com processos automatizados e bem definidos, é o que diferencia empresas que conseguem vender imóveis na crise daquelas que sucumbem. É por isso que vale a pena se qualificar e compreender quais são as estratégias de administração imobiliária mais pertinentes para o seu negócio.

    Pensando em ajudar você nessa empreitada, separamos neste artigo os seguintes tópicos:

    Confira!

    A gestão comercial imobiliária consiste em um grupo de práticas, ferramentas e técnicas que possibilita aos gestores de uma empresa manter um fluxo sustentável de resultados e o aprimoramento de aspectos importantes para o funcionamento do negócio. Dessa forma, são eles: atendimento e captação de novos clientes, marketing, funil de vendas, administração financeira e gerenciamento de equipe.

    Nesse sentido, uma gestão comercial imobiliária bem estruturada serve para preservar a performance de um negócio satisfatoriamente, independente dos contratempos e fatores conjunturais. Vamos destrinchar cada um desses aspectos e mostrar como você pode aprimorá-los, a partir de ações que estão ao seu alcance.

    O atendimento ao cliente é um aspecto importantíssimo da gestão comercial imobiliária.

    Afinal de contas, uma abordagem bem-sucedida pode ser o fator decisivo não apenas para uma venda de sucesso, como também para marcar a construção de uma ótima relação entre sua empresa e o público-alvo. Assim, vale ressaltar que diante das transformações no mercado imobiliário, próprias da Era Digital, novos hábitos de consumo têm apontado consumidores cada vez mais exigentes.

    Você pode estar se perguntando: como garantir um bom atendimento ao cliente?

    Bom, um atendimento considerado de qualidade apresenta, necessariamente, as seguintes características: agilidade, eficiência e que consiga gerar rapport. Uma maneira de aferir tais traços ao seu negócio é implementando um tipo de tecnologia que aplica Inteligência Artificial no setor imobiliário: a integração com chatbots.

    As vantagens de adotar chatbots ao seu negócio são:

    • Economia de tempo;
    • Melhoria na experiência do cliente;
    • Respostas instantâneas 24/7;
    • Redução de erros e retrabalhos;
    • Aumento das taxas de conversão;
    • Maior eficiência na captação de leads.

    Leia também os 6 passos para o atendimento de qualidade na imobiliária e o artigo Atendimento ao cliente: otimize e venda mais!

    Faça download do E-book Gratuito: Guia de atendimento digital para corretores de imóveis.

    Isso nos leva para o próximo aspecto de uma boa gestão comercial imobiliária: a geração de leads, independentemente de crises econômicas e contratempos externos, é uma capacidade de extrema relevância para um negócio considerado de sucesso e bem administrado. Caso você não esteja familiarizado com o.

    Como montar uma consultoria imobiliária?

    Você trabalha no mercado de imóveis e quer saber como abrir uma imobiliária? É claro que ser corretor autônomo tem lá suas vantagens, mas se você quiser aumentar sua área de atuação, ampliar a ideia do seu negócio pode ser o caminho certo.

    Nesse caso, é preciso tomar alguns cuidados para que todo o processo seja feito da maneira adequada. Assim, você evita não só muitas dores de cabeça, mas também, possíveis multas e desperdícios de recursos.

    Tem interesse de abrir uma imobiliária? Se você está em dúvida sobre o assunto e quer entender o que precisa ser feito para montar seu empreendimento, confira esses 9 passos.

    Veja a seguir uma série de dicas que podem ser úteis na hora de abrir o seu próprio negócio de compra, venda e aluguel de bens imóveis.

    O primeiro passo para montar uma imobiliária inclui o planejamento antecipado de cada etapa do negócio. Isso significa que é o momento de definir como será a atuação da imobiliária e quais serviços pretende oferecer. Há imobiliárias de imóveis luxuosos e outras focadas em habitação popular, com preços mais baixos.

    Entretanto, as imobiliárias recém-nascidas costumam escolher suas áreas de atuação baseadas em critérios de área geográfica, tipo de cliente, tipo de imóvel e valor dos bens. Enquanto algumas se especializam em compra e venda, outras são mais voltadas para o aluguel.

    Existem, também, aquelas que procuram oferecer uma ampla gama de serviços. O que você quer fazer? Comece definindo como sua imobiliária será, o que vai oferecer e como se posicionará no mercado.

    Agora, você deve pensar sobre a estrutura do negócio. Por mais que a sua imobiliária não precise contar com um espaço físico muito grande, um ambiente agradável acaba estimulando os funcionários e o possível cliente a ficar mais próximo da empresa.

    Fora o lado material, a estrutura de processos deve ser diferenciada. Isso significa, por exemplo, utilizar a tecnologia para ajudar no fechamento de contratos por meio de um bom sistema imobiliário, como o Kenlo Imob, que ajuda o negócio a se desenvolver mais rapidamente e de forma mais organizada.

    Não menos importante, o treinamento para funcionários e a padronização do atendimento devem ter atenção especial na hora de montar uma imobiliária. Por isso, também organize um roteiro de vendas e processos que seus futuros funcionários precisarão saber para trabalhar na sua empresa.

    Com tudo isso em mente, você não pode se esquecer das exigências legais. Assim como todo negócio, de qualquer área, a imobiliária precisa passar por um processo completo (e relativamente burocrático) de oficialização de abertura.

    A elaboração e o registro do Contrato Social estão entre as primeiras etapas, seguidas de:

    • Registro na Junta Comercial;
    • Obtenção do CNPJ;
    • Inscrição estadual;
    • Alvará de funcionamento;
    • Obtenção do IPTU;
    • Registro no INSS;
    • Registro no FGTS;
    • Registro no PIS (Programa de Integração Social);
    • Registro em órgãos reguladores e de classe.

    Além disso, uma imobiliária também precisa de registro específico no Creci, o conselho responsável por regulamentar a atividade de corretores e imobiliárias.

    Um time de profissionais bem capacitados pode fazer toda a diferença na hora de iniciar seu negócio de imóveis. Afinal, são eles que farão a empresa funcionar.

    Quais as funções do consultor imobiliário?

    Mesmo quem nunca comprou um imóvel conhece a função de consultor imobiliário. O que a maioria das pessoas talvez não saiba é o grau de importância que ele tem no processo imobiliário. Encontrar o consultor imobiliário certo faz toda a diferença na hora de fechar um bom negócio. Ter um bom profissional ao seu lado ajuda a tornar toda a parte documental mais fácil, a agilizar a procura pelo imóvel tão desejado e a deixar o processo todo mais tranquilo, além de muitas outras vantagens. Então confira nossas dicas e veja o que você deve procurar no seu consultor ideal.

    Primeiro, é importante entender exatamente o papel do consultor imobiliário em uma transação imobiliária. São suas funções:

    • Confirmar a validade e veracidade da documentação necessária para o negócio.
    • Fornecer todas as informações referentes ao imóvel e à construtora, atuando como um verdadeiro profissional de consulta e negociador.
    • Organizar os processos pós-venda.
    • Atuar sempre com ética e respeito.

    Na prática, isso significa que o Consultor imobiliário atua na aproximação entre as partes, cuidando de todos os detalhes que envolvem a negociação de um imóvel. Ele contribui na divulgação de empreendimentos para quem está vendendo e na busca pelas melhores oportunidades para quem está comprando.

    E é justamente essa última parte a mais importante. Quando você tem interesse em adquirir um imóvel, trabalhar com um profissional qualificado é fundamental para encontrar as melhores oportunidades. Como saber qual o consultor que mais se adequa às suas necessidades?

    Cada consultor imobiliário tem seu estilo próprio. Como vocês vão trabalhar juntos por algum tempo, é muito importante que você goste e se sinta à vontade com ele. Essas são as características que você deve avaliar:

    A ética é fundamental na atividade do consultor imobiliário. É muito importante que o profissional seja transparente e honre sua palavra. Isso significa não fazer promessas que não possa cumprir ou mudar acertos que foram previamente acordados.

    Por isso, prefira trabalhar com consultores indicados pelas construtoras. Essas empresas tem um nome importante a zelar no mercado e só dão seu aval a profissionais que realmente merecem sua confiança.

    Comprar um imóvel é uma conquista gigantesca, a verdadeira realização de um sonho para quem compra. O profissional que vai ajudar precisa entender o quanto isso é importante. Então é fundamental que ele leve muito a sério o compromisso que firmou com você.

    Procure alguém genuinamente interessado em ajudar você, que enxergue pessoas em busca de um lar e de um bom investimento ao invés dos números da venda. Assim vai ficar muito mais simples encontrar o imóvel ideal.

    Um bom consultor imobiliário é um consultor imobiliário bem preparado. Procure alguém que realmente saiba do que está falando. E isso não resume apenas ao imóvel, mas também à construtora e à região onde fica o empreendimento. Quanto mais informações você puder ter, mais fácil será todo o processo.

    Comprar um imóvel é um processo complexo, mas com a ajuda do consultor imobiliário certo, ele pode se tornar muito mais simples e tranquilo. Então, não deixe de seguir nossas dicas na hora de escolher o profissional que vai te auxiliar nessa jornada. Boa sorte!

    Quem pode prestar consultoria imobiliária?

    O mercado de imóveis oferece diversas oportunidades para quem deseja seguir uma carreira nesse setor. Uma das possibilidades é a profissão de consultor de imóveis. Ele é o especialista que, como o nome indica, presta o serviço de consultoria no ramo imobiliário. Contudo, uma vez que esse profissional tem funções similares às do corretor de imóveis, há certa confusão entre as duas profissões. Para ter clareza sobre cada uma delas, vale a pena entender melhor o que é um consultor de imóveis e conhecer as características que o diferenciam do corretor.

    A seguir, acompanhe as principais informações sobre a profissão de consultor imobiliário!

    Para começar, é preciso entender o que é e o que faz um consultor imobiliário. Ele é um profissional que fornece consultoria especializada em transações imobiliárias. Portanto, seu trabalho é oferecer conselhos e orientações para ajudar o cliente a fazer a melhor escolha.

    Por exemplo, se uma incorporadora desejasse construir um empreendimento em determinado terreno, o consultor realizaria uma pesquisa de mercado nessa região. Depois, ele elaboraria um estudo de viabilidade econômica, apresentando suas descobertas e suas percepções.

    Com base nessas informações, o consultor imobiliário conseguiria orientar a empresa na tomada de decisão. Dessa forma, é possível perceber que esse profissional tem um papel importante no desenvolvimento dos negócios relacionados ao mercado de imóveis.

    No entanto, seu público não se limita às incorporadoras. O consultor imobiliário também pode prestar serviços de consultoria para corretoras, empresas de investimento, investidores, construtoras, imobiliárias e, até mesmo, pessoas físicas — como você verá a seguir.

    Você já conheceu um pouco mais sobre a profissão de consultor de imóveis e percebeu que esse profissional pode trabalhar com uma variedade de clientes. Logo, ele pode oferecer diferentes modalidades de consultoria imobiliária, conforme seu público.

    Aqui estão alguns exemplos das categorias de consultoria de imóveis:

    • Consultoria para incorporadoras imobiliárias
    • Consultoria para construtoras
    • Consultoria para imobiliárias
    • Consultoria para empresas de investimento
    • Consultoria para investidores
    • Consultoria para pessoas físicas

    Vimos que o consultor de imóveis oferece serviços de consultoria para as incorporadoras imobiliárias. Desse modo, o profissional pode ajudar essas empresas a determinar se um projeto é financeiramente viável ou não a longo prazo.

    Para estudar a viabilidade econômica de um empreendimento imobiliário, o consultor de imóveis precisa analisar a aceitação de um novo produto pelo público. Além disso, ele deve calcular a estimativa do retorno do projeto e considerar o tamanho do mercado consumidor.

    O consultor imobiliário também pode ser contratado pelas construtoras para orientá-las no desenvolvimento de empreendimentos para lançamentos imobiliários. Nesse caso, a sua função principal é entender qual é o padrão de imóvel que atrai determinado público.

    Para tanto, o consultor realiza uma pesquisa no mercado para descobrir as preferências dos consumidores de uma região específica. Após essa etapa, o profissional precisa compilar as principais informações em um relatório que será apresentado às construtoras.

    Quanto custa um consultor imobiliário?

    Quer esteja a comprar ou a vender uma casa, está a lidar com uma quantidade tão grande de dinheiro que um erro pode custar-lhe dezenas de milhares de euros – para além de causar-lhe imensas dores de cabeça. Portanto, não é de admirar que mais de 90% de todos os compradores e vendedores no ano passado tenham escolhido trabalhar com um profissional do ramo imobiliário.

    Mas quanto é que custa exactamente um agente imobiliário? Mais importante, será que vale a pena? Talvez esteja a sonhar com quanto dinheiro pode poupar se não se contratar um consultor imobiliário. Mas pode ficar desiludido com o pouco que realmente poupa se deixar de ter um profissional experiente a guiá-lo através do negócio. Portanto, antes de decidir se um consultor vale o custo, vamos considerar todo o valor que um bom profissional oferece.

    Quanto é que um agente imobiliário custa? A comissão padrão para uma transacção imobiliária é tipicamente 5% do preço de venda da casa e a comissão é normalmente dividida entre o consultor que representa o vendedor e consultor que representa o comprador – o que significa que cada um recebe 2,5%. Assim, se comprar ou vender uma casa de 250.000€, a comissão seria no total 15.000€ ( 7.500€ cada). Agora, se for como eu, quando lhe é cobrada uma taxa tão grande, é melhor que seja por uma boa razão, certo?

    Então, vamos descobrir exactamente como é que esses 5% se decompõem! O que é que uma comissão imobiliária cobre?

    Uma comissão imobiliária cobre todo o trabalho de compra e venda de imóveis. Confie em mim, um bom consultor faz muito para o ajudar a comprar ou vender uma casa. O consultor que representa o vendedor ajuda-o a fixar o preço correcto do seu imóvel utilizando ferramentas precisas para calcular esse valor e ainda ajudam a encenar a sua casa para potenciais compradores. Também colocam a sua casa à frente de uma grande quantidade de clientes compradores usando portais imobiliários, outras agências imobiliárias, redes sociais e anúncios pagos e tudo isto vai ajudá-lo a vender a sua casa mais rapidamente e por um BOM preço.

    Entretanto, o consultor representante do comprador estuda os anúncios de casa que correspondem às necessidades e gama de preços dos seus clientes. Eles fazem tudo o que podem para ajudar a encontrar e comprar a casa de sonho, que esteja dentro do orçamento e que seja um excelente negócio.

    Para além destas diferenças, ambos dão a confiança de que um profissional imobiliário está ao seu lado e oferecem muitos serviços semelhantes. Por exemplo, ambos os agentes:

    • Encontram-se pessoalmente para compreender as suas necessidades e responder a quaisquer perguntas que tenha.
    • Esclarecem-no sobre as condições atuais do mercado.
    • Dão-lhe acesso a uma ampla rede de contatos – que oferecem mais opções aos compradores e visibilidade aos vendedores.
    • Colocam à sua disposição outros profissionais que são vitais para a realização do negócio como: advogados e notários, etc.
    • Programam ações para atingir o objetivo mais rapidamente.
    • Negociam o preço.

    Qual a diferença de corretor de imóveis e consultor imobiliário?

    Corretor e consultor imobiliário são duas profissões diferentes, ambas inseridas no mercado de imóveis, mas que atuam em campos diferentes. Então sim, existem diferenças entre esses dois tipos de profissionais.

    A diferença básica entre os profissionais de cada profissão é que enquanto o corretor trabalha principalmente lidando com processos de compra, venda e aluguel de imóveis, o consultor atua voltado para o mercado como um todo, incluindo quem investe no setor.

    Se você está em busca de aperfeiçoamento para exercer uma atividade profissional dentro do mercado imobiliário, deve pensar, entre outras coisas, em qual cargo e função pretende ocupar e em qual curso fazer de acordo com a carreira pretendida.

    O post de hoje é dedicado especialmente a você que quer saber mais sobre as possíveis atuações como técnico em transações imobiliárias.

    Exigências do mercado

    Ambos os profissionais podem atuar em empresas do ramo imobiliário, como agências imobiliárias e incorporadoras, ou como autônomos.

    No entanto, o consultor imobiliário é mais comumente requisitado por empresas de investimento na área, devido ao seu conhecimento micro e macroeconômico do setor geralmente ser mais amplo, enquanto o corretor de imóveis tende a ser mais procurado para intermediar negociações para clientes em busca de adquirir, vender ou alugar um imóvel ou terreno para uso pessoal ou comercial.

    Outro ponto que diferencia os dois é que o corretor precisa ser registrado junto ao CRECI, e para isso precisa ter feito curso específico e cumprido carga horário de estágio, seja ele autônomo ou funcionário de uma empresa, enquanto o consultor imobiliário não precisa da identidade profissional emitida pelo órgão para exercer a profissão, salvo algumas atividades específicas.

    Burlar as regras e se apresentar como consultor exercendo as atividades de um corretor, pode inclusive gerar consequências legais, sendo considerado um crime. Se você pretende dedicar-se a venda e locação de imóveis, busque a formação e os registros exigidos pelo CRECI.

    No entanto, o corretor pode atuar também como consultor se ele tiver a qualificação e a experiência para isso.

    Diferenças no cotidiano de um corretor imobiliário e de um corretor imobiliário

    Como já dito anteriormente, o corretor de imóveis atua principalmente em atividades relacionadas a compra, venda, permuta e locação de imóveis e terrenos, auxiliando aos clientes, vendedores e compradores, que precisam de seus serviços de intermediação nesse tipo de transações imobiliárias.

    Nessa função, o corretor atua na busca e escolha do imóvel, bem como presta suporte nos processos burocráticos e jurídicos até a conclusão do negócio.

    Mas além disso, pode também trabalhar na elaboração de estratégias de comercialização de imóveis e terrenos, assessoria de clientes na pesquisa de mercado, administração de imóveis, gestão de fundos imobiliários e prospecção de clientes e imóveis para construtoras.

    Enquanto isso o foco do consultor imobiliário acaba englob”

    Veja mais
    Vida toda inss

    Como está a situação da revisão da vida toda do INSS? O Supremo Tribunal Federal (STF) marcou para quarta-feira (3) a análise de um recurso

    Leia mais >
    Vida inteira inss

    Quem tem direito à revisão da vida inteira? É que, apesar de a decisão não ter sido especificamente sobre o recurso que discute a revisão,

    Leia mais >
    Abrir bate-papo
    Fale com um especialista!
    Olá 👋 , tudo bem ?
    Parece que você está precisando de ajuda! Estamos aqui para ajudá-lo a resolver qualquer dúvida ou problema que esteja enfrentando. Clique aqui para falar com um dos nossos especialistas e encontrar a solução que você precisa. Não hesite, estamos prontos para ajudar!