Sumário

Entre em contato com um especialista

    Advogados especialistas em maringa pr

    advogados especialistas em maringa pr

    Quanto um advogado cobra a consulta?

    A OAB/SP estabelece o valor de R$ 245,85 para uma consulta em horário comercial, com o acréscimo de 20 a 30 % se a consulta for fora deste horário.

    É muito caro contratar um advogado?

    A ideia de ter que contratar um advogado pode ser assustadora se você não sabe quanto custa um advogado, pois é de crença geral que os honorários são sempre exorbitantes e impossíveis de pagar, apesar de isso não corresponder a realidade.

    No entanto, pensar que “advogado custa caro” e deixar para lá ou tentar resolver sozinho um problema jurídico pode sair ainda mais caro. Por isso, consulte sempre um profissional. Os custos são compatíveis com o serviço prestado e ele será capaz de gerar a tranquilidade que você necessita para resolver questões de ordem jurídica.

    Nesse artigo vamos entender mais sobre como funcionam os honorários advocatícios, o que está incluso no valor dos honorários e as opções de pagamento que podem se encaixar no seu bolso.

    Honorários advocatícios são a remuneração a ser paga pelo contratante (cliente) ao contratado (advogado) para a prestação dos serviços. Os honorários são acordados por meio de contrato assinado pelas partes envolvidas, estabelecendo não só quanto custam os serviços do advogado, mas também quais são os serviços prestados, obrigações de cada parte etc.

    A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) é o órgão responsável pela definição dos parâmetros para o valor dos honorários advocatícios. Dessa forma, o advogado sempre deve verificar se o valor cobrado está dentro dos padrões definidos pela Ordem. O profissional não pode cobrar honorários abaixo do valor definido pela OAB Seccional do seu Estado sob o risco de incorrer em uma prática antiética.

    Qualquer advogado que cobre valores abaixo do estipulado pela Ordem está concorrendo de forma desleal com os colegas e infringindo o Código de Ética da profissão.

    A tabela da OAB estipula os honorários mínimos, sendo possível cobrar a mais e o valor final. Estipular o valor do contrato com o cliente pode ser uma tarefa árdua, pois o advogado dele levar em consideração uma vasta gama de fatores.

    No valor estipulado deve-se levar em conta critérios como:

    • Complexidade da causa;
    • Tempo a ser dedicado pelo advogado;
    • Experiência do profissional;
    • Localização do escritório;
    • Entre outros.

    As formas de contratação de um advogado geralmente resumem-se a três, são elas:

    1. Por hora: Nessa modalidade, o advogado especifica o valor dos honorários. É comum em causas que não envolvem pecúnia, como muitas causas do Direito de Família.
    2. Por êxito: Essa espécie de pagamento é muito utilizada quando é possível auferir ao cliente um ganho pecuniário ao final do processo, como em ações de indenização ou cobrança.
    3. Mensal: Nesse tipo de contratação define-se um valor mensal que será pago ao advogado, em retorno, o profissional deve cuidar dos processos e demais demandas que o cliente necessitar. É muito comum que empresas contratem advogados dessa forma.

    Como uma modalidade “bônus”, é possível misturar dois tipos de contratação, por exemplo, ao fixar-se um determinado valor de honorários, mas também…

    Como conseguir um advogado gratuito em Maringá?

    Por meio desse serviço, você tem acesso às informações sobre a Defensoria Pública do Estado do Paraná (DPE-PR), uma instituição que atua junto à Justiça Estadual e que presta assistência jurídica integral e gratuita a quem não pode contratar um(a) advogado(a). As áreas de atuação da DPE-PR envolvem Família, Cível, Infância e Juventude, Fazenda Pública, Criminal, Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher e Execução Penal.

    A DPE-PR atua em várias frentes:

    Além de atender casos individuais, a Defensoria Pública também é uma instituição que defende e promove os Direitos Humanos, logo, uma ação judicial ou uma iniciativa extrajudicial proposta pela Defensoria Pública para defender algum direito pode beneficiar inúmeras pessoas que nunca procuraram a instituição. Como exemplo, a Defensoria pode entrar com uma ação para garantir os direitos de todas as crianças que estão sem creche em determinado bairro, mesmo que nem todas as famílias tenham procurado a Defensoria para entrar com uma ação na Justiça para conseguir uma vaga para seus filhos.

    Em geral, pessoas com renda familiar de até três salários mínimos. Em alguns casos, no entanto, qualquer pessoa pode solicitar os serviços da Defensoria Pública, independentemente de renda. Alguns exemplos: pessoas já condenadas que necessitem de defesa no seu processo de execução da pena, pessoas acusadas de crime e presas preventivamente (durante a tramitação do processo), ou mulheres vítimas de violência doméstica e familiar.

    ATENÇÃO! Para casos trabalhistas e de benefícios previdenciários, ou assuntos referentes ao INSS e à Caixa Econômica Federal, procure a Defensoria Pública da União (DPU), já que são demandas que devem ser solucionadas perante a Justiça Federal. A Defensoria Pública do Paraná não atua nessas situações, pois trabalha apenas na Esfera Estadual.

    Presencialmente: a Defensoria está presente em 30 comarcas, que atendem 74 municípios do estado, ou seja, se na sua cidade não houver uma sede física, você pode ser atendido em um município próximo. Exemplo: a sede da Defensoria em Almirante Tamandaré atende também o município de Campo Magro (ao clicar para obter mais informações sobre a sede de uma cidade, observe os municípios que ela também atende em “Abrangência”).

    Almirante Tamandaré Antonina Apucarana
    Cambé Campo Mourão Cascavel
    Castro Cianorte Colombo
    Cornélio Procópio Cruzeiro do Oeste Curitiba
    Foz do Iguaçu Francisco Beltrão Guarapuava
    Guaratuba Jandaia do Sul Londrina
    Maringá Matinhos Morretes
    Paranavaí Pato Branco Piraquara
    Ponta Grossa Pontal do Paraná São José dos Pinhais
    Umuarama União da Vitória

    Para o atendimento inicial (triagem/primeiro atendimento), é preciso apresentar:

    • Documento de identidade;
    • Comprovante de residência;
    • Documentos relacionados ao caso;
    • Outros documentos que possam ser úteis para o atendimento.

    Depois da triagem, um novo atendimento vai ser agendado – já com o assunto da defesa definido, que pode ser:

    • Família: divórcio, pensão, guarda, visitas, dissolução de união estável, investigação de paternidade;
    • Sucessões: alvará, inventário, cumprimento de testamento;
    • Cível: indenização por danos morais e materiais, casos de despejo ou reintegração de posse.

    Como contratar um advogado particular?

    COMO CONTRATAR UM ADVOGADO PARTICULAR?
    1
    Área de atuação do profissional. …
    2
    O histórico e as referências do advogado. …
    3
    Identifique como o advogado particular atua na prática. …
    4
    Escolha o profissional que te deixa confortável. …
    5
    Atente-se ao contrato.

    Veja mais
    Contagem aposentadoria especial

    Como faz a contagem da aposentadoria especial? Entenda como calcular a aposentadoria especial por insalubridade ou periculosidade. Explico aqui como chegar no valor do benefício,

    Leia mais >
    Abrir bate-papo
    Fale com um especialista!
    Olá 👋 , tudo bem ?
    Parece que você está precisando de ajuda! Estamos aqui para ajudá-lo a resolver qualquer dúvida ou problema que esteja enfrentando. Clique aqui para falar com um dos nossos especialistas e encontrar a solução que você precisa. Não hesite, estamos prontos para ajudar!