Sumário

Entre em contato com um especialista

    Advogado em patos de minas

    Advogado em Patos de Minas

    Qual o preço para contratar um advogado?

    As leis e normativas regulam todo o nosso dia-a-dia, mas interpretá-las não é uma tarefa fácil. Muitas vezes pode ser necessária a ajuda de um profissional qualificado. E nesses casos, uma dúvida comum é saber: quanto custa um advogado?. Esta Guia de preços te ajudará a descobrir.Teu orçamento é de:
    – €
    Taxas incluídas. Orçamento aproximado.

    Apesar de encontrarmos uma média estável em nosso país, não é possível falar sobre preços exatos para serviços jurídicos. A verdade é que cada profissional pode ter taxas diferentes, numa faixa de preço comum. E há muitos casos que variam em função de cada caso concreto.

    Separamos na tabela a seguir alguns preços aproximados para intervenções e serviços jurídicos.

    Esses valores são aproximados e podem variar muito dependendo das circunstâncias e regiões brasileiras. É por isso que é sempre vale a pena solicitar orçamentos a advogados especialistas. Dessa forma, eles avaliarão a complexidade do seu caso e, em cima disso, fixarão o valor de seus honorários.

    Por exemplo, o custo de envolver a um advogado pode depender do tipo de audiência. Audiências rápidas ou verbais costumam ter um custo menor do que as audiências comuns. E a mesma coisa acontecem com os recursos. Apresentar um recurso de apelação não é o mesmo que um de cassação, por exemplo. Em alguns casos, valores superiores a R$ 3.000 podem ser cobrados.

    Seguindo nesta mesma linha, os custos de um divórcio também podem variar. Não é a mesma coisa trabalhar em um divórcio de comum acordo e em um litigioso. No segundo cenário, o valor dos honorários podem chegar a valores superiores a R$ 4.000.

    E, obviamente, o valor cobrado em um processo trabalhista também depende de outros tantos fatores. Há advogados que orçam uma porcentagem do total recebido e há outros que utilizam da tabela de honorários da Ordem dos Advogados (OAB) de cada estado como base para estipular seus honorários advocatícios.

    Voltarr ao princípio

    Dependendo do caso, a quantia para contratar um advogado pode ser calculada a partir de taxas fixas ou percentuais. É o que acontece, por exemplo, quando precisa recorrer em processos viários ou indenizações trabalhistas. Neste casos é comum que os advogados acordem com seus clientes o pagamento de um percentual do valor obtido (quota litis).

    Essa é uma prática aprovada pelo art. 38 do Código de Ética e Disciplina da OAB. Contudo, a “quota litis” deve ser de caráter excepcional e registrada por contrato. As regras descritas pela OAB visam garantir que os advogados fixem seus valores livremente, mas não fujam tanto da faixa de preço comum.

    Você também pode solicitar um atendimento gratuito através da defensoria pública ou da OAB. Lá, você deve comprovar renda e condição financeira.

    Como qualquer tipo de serviço prestado, cada advogado estabelece seus próprios honorários para uma primeira visita. É verdade que, na maioria dos casos, essa primeira visita pode ser gratuita. Contudo, não se surpreenda se fo.

    Como faço para conseguir um advogado de graça?

    O atendimento da Defensoria Pública é gratuito e prestado a pessoas que não tenham condições financeiras para contratar advogado.

    O agendamento é feito pelo assistente virtual DEFI, disponível das 8h às 18h, em dias úteis. Assista aqui ao vídeo explicativo sobre o agendamento.

    Se tiver dificuldade com o agendamento online, você também pode agendar ligando gratuitamente para 0800 773 4340. Disponível das 7h às 19h, em dias úteis.

    O agendamento é feito pelo assistente virtual DEFI, que você encontra no canto inferior direito da sua tela Ele está disponível em dias úteis das 8 às 18 horas.

    Nos finais de semana e feriados, a Defensoria Pública do Estado de São Paulo presta atendimento somente para casos URGENTES, no horário das 7 às 12 horas.

    Caso tenha dúvidas se seu caso é urgente, clique aqui para saber mais.

    Onde encontrar um bom advogado?

    Comprou um produto com defeito e a loja não quer realizar a troca? Um parente faleceu e será necessário realizar a divisão dos bens da herança? Decidiu se separar, mas não consegue chegar a um acordo com relação à guarda dos filhos? Quer dar entrada no pedido de aposentadoria, mas não sabe quais documentos precisa apresentar? Essas são situações complexas da vida que acabam demandando a contratação de um advogado.

    Escolher um bom advogado pode significar, muitas vezes, a solução do problema, por isso é importante ter certeza quanto à qualidade e as habilidades técnicas do profissional antes mesmo de contratá-lo.

    Para saber como escolher um bom advogado, confira algumas dicas!

    • Apenas o diploma não é certeza da contratação de um bom profissional. Para que um advogado possa exercer sua profissão legalmente, é necessário que esteja inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Assim, antes de contratá-lo, cheque junto ao site da instituição do seu estado se o advogado em questão está habilitado para exercer suas funções. Em São Paulo, essa busca pode ser feita pelo nome do profissional ou pelo número da OAB.
    • Para escolher um bom advogado, a recomendação sempre é um caminho, afinal, a advocacia é uma profissão que depende da confiança do cliente. Converse com outras pessoas que passaram pela mesma situação que você e contrataram um determinado profissional. Pergunte, principalmente, sobre o atendimento oferecido e os valores cobrados em cada etapa do processo. Isso vai ajudá-lo a escolher o defensor certo.
    • O Direito conta com diversos ramos de atuação que são regulados por legislações específicas e possuem tribunais certos para a demanda de processos. Cada área do Direto tem uma dinâmica bastante própria, por isso, é preciso contar com um profissional que esteja constantemente atualizado em seu ramo de atuação. Para escolher um bom advogado para o seu caso, não hesite em contratar um profissional especialista, que atue diretamente no ramo do direito ao qual recai a sua questão.
    • Antes de contratar o profissional, avalie quais são os valores cobrados pelos honorários. Verifique, também, a maneira como são feitas as cobranças. Boa parte dos profissionais costuma cobrar por hora, porém, há quem cobre apenas pelo trabalho realizado. Despesas como idas ao fórum, telefonemas e até cópias costumam ser cobradas a parte. Vale a pena verificar para não se assustar com a fatura depois.
    • Antes de ir diretamente ao escritório, agende uma visita por telefone. É importante citar, em linhas gerais, seu problema, sem mencionar os nomes das partes, para checar se o advogado em questão está habilitado para atendê-lo. Logo no primeiro contato, verifique se o profissional cobra pela visita e cheque, também, se não existe conflito de interesses. Se o advogado atua na área de bancos, por exemplo, e você possui justamente um problema com a instituição, esse não é o profissional ideal para contratar.

    Para escolher um bom advogado, é importante que você avalie suas próprias impressões.

    Quais são os advogados mais procurados?

    PARA SE INSPIRAR: CONHEÇA O PERFIL DOS 10 ADVOGADOS MAIS PODEROSOS DO BRASIL
    Jairo Saddi (Contratos comerciais) …
    Édis Milaré (Direito Ambiental) …
    Marcelo Ferro (Direito Cível) …
    Antonio Carlos de Almeida Castro (Direito Penal) …
    Sérgio Bermudes (Direito Cível) …
    José Roberto Opice (Direito Financeiro)

    Qual o advogado mais renomado do Brasil?

    Se todos têm direito à defesa, logo todos têm direito a um advogado. A depender do tamanho da conta bancária do cliente, é possível ter os melhores à disposição. Uma pesquisa realizada com os os mais tradicionais escritórios brasileiros* para saber quem são os advogados mais renomados, reconhecidos e poderosos do país, em seis áreas do direito.

    (*Os escritórios consultados foram Trench, Rossi e Watanabe; Demarest; Pinheiro Neto; Machado, Meyer, Sendacz e Opice; Levy & Salomão; Leite, Tosto e Barros; Duarte Garcia, Caselli Guimarães e Terra; Martinelli; e Silveira, Athias, Soriano de Mello, Guimarães, Pinheiro e Scaff.)

    Pierpaolo Cruz Bottini

    Penal

    Desde o fim de 2012, o jovem advogado Bottini pode exibir em seu currículo o feito de ter conseguido a absolvição de seu cliente, o ex-deputado Professor Luizinho (PT-SP), no ruidoso processo do mensalão. Com um detalhe: foi o único dos poucos réus que escaparam da condenação com o voto favorável do implacável relator da ação e presidente do Supremo, Joaquim Barbosa. Para Pierpaolo, o mensalão pode ser considerado um divisor de águas em sua carreira de criminalista. “Teve gente que assistiu à minha sustentação pela TV Justiça e me ligou para me contratar”, conta. O trabalho foi árduo. Na véspera do início do julgamento, o advogado costumava colocar o filho, de apenas 6 meses, sentado no sofá para treinar o que diria aos 11 ministros no plenário do tribunal – a ponto de muitos acreditarem que a primeira palavra do menino seria “mensalão”. Apesar do êxito de sua atuação, a carreira do criminalista de 37 anos é recente. Começou logo após sua saída do Ministério da Justiça, junto com seu mentor, Márcio Thomaz Bastos. Pelas mãos do então ministro da Justiça foi levado a integrar a equipe do primeiro mandato do governo Lula. De tão jovem, o time montado pelo ex-ministro foi apelidado de “berçário de Thomaz Bastos” na Esplanada dos Ministérios.

    Francisco Müssnich

    Operações financeiras

    Os últimos meses na vida de Müssnich foram de muito trabalho. Seu escritório foi escolhido pelo Comitê Organizador Local da Copa, o que o colocou à frente de todas as questões jurídicas do segundo maior evento esportivo do mundo. Qualquer contrato do COL – até a compra de material de escritório – passou pelo escritório. Antes da Copa, ele já havia atuado para a CBF e seu ex-presidente, Ricardo Teixeira. Aos 59 anos, é conhecido por ser um solucionador de problemas e por ter participado de alguns dos mais ruidosos negócios ocorridos no Brasil. Um deles foi com André Esteves, o banqueiro que em 2006 vendeu o Banco Pactual para o suíço UBS por US$ 3,1 bilhões e três anos depois o recomprou por US$ 2,5 bilhões. “Não adianta ser competente, tem que ter estrela, como o Esteves”, diz. Ele também atuou na venda da Brasil Telecom, em 2008. Durante cinco dias, chegou a tomar banho no escritório do cliente e foi para casa só duas vezes. “Me considero um workaholic, mas tento fazer disso uma coisa prazerosa.”

    Arnoldo Wald

    Cível

    Todo mundo conhec

    Quem é a advogada mais famosa do Brasil?

    A na Paula Martinez é um nome de destaque do Direito na área de concorrência, nacional e internacionalmente. Em 2016, foi eleita “melhor advogado do mundo” no setor, entre aqueles com menos de 40 anos de idade, no prêmio promovido pela publicação britânica especializada Global Competition Review (GCR).

    Veja mais
    Abrir conversa
    Fale com um especialista!
    Olá 👋, precisa de ajuda com Advogado em patos de minas? Fale agora com um especialista pelo WhatsApp! Estamos prontos para ajudar.